Abuso de poder

Bancadas e PT pedem afastamento do cargo e prisão de Moro

Como ministro da Justiça, ele se mostrou um fora da lei ao interferir em inquéritos, chantagear autoridades e anunciar destruição de provas
:: Da redação26 de julho de 2019 12:59

Bancadas e PT pedem afastamento do cargo e prisão de Moro

:: Da redação26 de julho de 2019

As lideranças do PT no Senado e na Câmara, juntamente com a presidência do Partido, entraram na PGR com uma notícia crime contra o Ministro da Justiça, Sérgio Moro. No pedido, as bancadas e o partido pedem o afastamento do cargo e a prisão do Ministro Sérgio Moro devido as ações patrocinadas por ele nos últimos dias, especialmente nesta quinta-feira.

“Como ministro da Justiça, ele se mostrou um fora da lei ao interferir em inquéritos, chantagear autoridades e anunciar destruição de provas. Suas práticas criminosas já são conhecidas. E precisam ter freio”, denunciou o senador Humberto Costa em seu perfil no twitter.

Para o líder da bancada do PT no Senado, “essa notícia-crime tem de caminhar com urgência para que Moro não siga cometendo as arbitrariedades que vem anunciando publicamente à frente da Pasta, bem como outras ainda desconhecidas. O Estado de Direito não pode continuar sendo aviltado por quem se julga acima dele”.

LEIA MAIS: PT aciona o STF e PGR contra o crime de Moro de destruir provas

Ontem, o Ministro da Justiça Sérgio Moro afirmou que havia “mandado” destruir as provas da operação que prendeu quatro supostos hackers em Araquara no interior de São Paulo, na qual ele é parte interessada. Além disso, ele exorbitou das suas funções ao exibir à autoridades supostamente hackeadas informações que estão sob sigilo.

Leia também