Agora, vamos para a luta política e mobilização das ruas, avisa Humberto

:: Assessoria do senador José Pimentel13 de maio de 2016 13:17

Agora, vamos para a luta política e mobilização das ruas, avisa Humberto

:: Assessoria do senador José Pimentel13 de maio de 2016

Dilma discursou na frente do Palácio do Planalto para manifestantes que foram lhe prestar apoioO senador Humberto Costa (PT-PE), líder do governo até essa quarta-feira (11) defende a luta política e a mobilização das ruas para denunciar o golpe sofrido pela presidenta Dilma Rousseff. “Temos até 180 dias para mostrar aos brasileiros de todos os cantos deste país que esse governo interino do golpista Michel Temer é imoral, ilegítimo e ilegal. É um golpe contra a democracia. Vamos enterrar essa aberração no Senado e restituir a presidenta ao exercício do seu mandato”, afirmou Humberto. “A mudança de percepção sobre o impeachment já tem mudado. As pessoas acordaram para o fato de que estamos à beira de um grande retrocesso institucional.” 

De acordo com o senador, Dilma e Lula devem começar a viajar todo o Brasil para fazer a narrativa do golpe constitucional que quer apear, definitivamente, uma presidente legitimamente eleita pela maioria soberana da população. Humberto Costa explica que o PT torna-se o maior partido de oposição do Brasil, não reconhece legitimidade no governo interino de Temer e vai fiscalizar detidamente todas as suas ações. 

“Faremos uma oposição responsável e consequente, como PSDB e DEM não fizeram. Temos respeito pela nossa democracia, como a oposição a nós não teve, e jamais trabalharemos por pautas que prejudiquem o Brasil, forma como eles não agiram”, disse Humberto. 

Fonte: Assessoria de imprensa do senador Humberto Costa 

Leia mais: 

José Pimentel pede exoneração do cargo de líder do governo no Congresso