Ataques fascistas

Agressão fascista à presidenta do PT é desespero diante do fracasso do governo

Ao lado da filha de 14 anos, quando foi covardemente atacada com palavras baixas, Gleisi reagiu com firmeza aos insultos dos fascistas
:: Da redação2 de março de 2020 09:58

Agressão fascista à presidenta do PT é desespero diante do fracasso do governo

:: Da redação2 de março de 2020

“Cadê o respeito à família, que tais bolsonaristas tanto pregam? Não vai ser no grito que vão nos intimidar! O povo brasileiro não admite tanta agressão!”, denunciou o senador Rogério Carvalho, líder do PT no Senado Federal. O senador manifestou a indignação da bancada de senadores em solidariedade à presidenta do PT, Gleisi Hoffmann, atacada por bolsonaristas neste final de semana, no Rio de Janeiro.

Ao lado da filha de 14 anos, quando foi covardemente atacada com palavras baixas, Gleisi reagiu com firmeza aos insultos dos fascistas. Insatisfeitos com as ofensas verbais, os desocupados partiram para a agressão física. A situação foi contornada com a intervenção dos funcionários do hotel, onde Gleisi estava hospedada. “A falta de respeito de quem quer impor uma ideologia restritiva ultrapassa os limites da civilidade”, advertiu Gleisi.

“Respondi às agressões porque não aceito e não podemos aceitar esse método fascista de intimidação, pregado e estimulado pelos Bolsonaro”, esclareceu. “Não vamos, e ninguém deve, se intimidar por essas abordagens toscas, sem educação e agressivas”, alertou a presidenta do PT. “Já estamos coletando todas as imagens e nosso jurídico está em ação”, informou no domingo.

 

Leia também