Agricultores familiares ganham linha de crédito de custeio

A nova linha para produtores do Pronaf é destinada às cidades em situação de emergência ou em calamidade pública por causa da seca ou das enchentes.

:: Da redação4 de junho de 2012 13:02

Agricultores familiares ganham linha de crédito de custeio

:: Da redação4 de junho de 2012

Os agricultores familiares afetados pela seca na área de atuação da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene) e afetados por enchentes na região Norte contam, agora, com uma linha de crédito especial para custeios agrícolas e pecuários.

A nova linha, voltada para agricultores familiares enquadrados no Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar do Ministério do Desenvolvimento Agrário (Pronaf/MDA), visa contemplar os municípios que decretaram situação de emergência ou estado de calamidade pública em decorrência da estiagem no Nordeste ou das enchentes no Norte.

O prazo para contratar o financiamento vai até 30 de dezembro deste ano. O limite de crédito de custeio por agricultor é até R$ 12 mil. O prazo para pagamento é até cinco anos, com um ano de carência. A taxa de juros é de 1% ao ano.

O agricultor conta, ainda, com um bônus de adimplência de 40%. O beneficio será concedido aos agricultores que pagarem as parcelas dos financiamentos no prazo contratado. Agricultores do Grupo B – que têm renda bruta anual familiar até R$ 6 mil – poderão requerer até R$ 2,5 mil por beneficiário.

A medida visa assegurar crédito aos agricultores familiares prejudicados por eventos climáticos para que se recuperem das perdas de renda. O crédito de custeio permite o atendimento das despesas normais do ciclo produtivo de lavouras e da exploração pecuária.

Em Questão – Secom

Leia também