Agricultura familiar é estratégica para inclusão social, diz Dilma

:: Da redação4 de julho de 2012 19:33

Agricultura familiar é estratégica para inclusão social, diz Dilma

:: Da redação4 de julho de 2012

Na visão do Governo Federal, o apoio à agricultura familiar é estratégico para garantir a inclusão social e produtiva, fortalecer a economia e a política de erradicação da pobreza no País. O destaque foi dado pela presidenta Dilma Rousseff durante o lançamento do Plano Safra da Agricultura Familiar 20012/2013, na manhã desta quarta-feira (04/07), no Palácio do Planalto. “Cada família de agricultores familiares que se eleva à classe média contribui não só para movimentar a economia local, mas também para criar um Brasil mais democrático”, afirmou.

A presidenta ressaltou que nesta nova edição o plano prevê “mais recursos a um custo mais baixo” do que para a safra passada. Serão R$ 18 bilhões para financiar a produção e a comercialização, com uma taxa de juros menor ou igual a 4%, “uma taxa de juros negativa”. Dilma também lembrou que a construção do Plano Safra foi feita em conjunto com os diversos segmentos interessados. “Ouvimos as demandas, sugestões e propostas dos movimentos do campo para identificar os aprimoramentos necessários”.  

Além do fortalecimento da agricultura familiar, o objetivo do governo é aumentar a produção sustentável de alimentos de qualidade, enfatizou Dilma. Para isso, articulam-se diversas ações, como os programas de compras governamentais, que privilegiam a agricultura de assentados da reforma agrária, das comunidades tradicionais e dos pequenos agricultores, como o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e a Política Nacional de Alimentação Escolar (PNAE).

Além de fortalecer as condições para a produção, garantindo acesso ao crédito e políticas de armazenagem e irrigação, Dilma ainda destacou a importância de estimular a agricultura familiar assegurando melhores condições de vida no campo. Para isso, também se articulam diversas iniciativas do governo, como o Luz para Todos, o Minha Casa Minha Vida e a Plano Nacional de Banda Larga. “Durante anos e anos, as famílias dos agricultores familiares viram seus filhos e filhas saírem do campo, ir para a cidade, para poder estudar, para ter uma vida melhor. O governo tem o rigoroso compromisso de garantir educação de qualidade e a capacitação profissional”, afirmou.

Leia mais:

Plano Safra Agricultura Familiar tem R$ 16 bilhões e juros reduzidos

Leia também