Ampliação do Brasil Carinhoso para combater pobreza entre jovens

“Com a expansão para as famílias com filhos de 7 a 15 anos, vamos beneficiar, ao todo, 16,4 milhões de pessoas em todo o País”, afirmou a presidenta.

:: Da redação3 de dezembro de 2012 13:47

Ampliação do Brasil Carinhoso para combater pobreza entre jovens

:: Da redação3 de dezembro de 2012

No programa Café com a Presidenta, desta segunda-feira (03/12), a presidenta Dilma Rousseff informa detalhes da ampliação da Ação Brasil Carinhoso, anunciada na última quinta-feira (29), que passa a complementar a renda das famílias com crianças e jovens, de 7 a 15 anos de idade, possibilitando que esses grupos recebam aproximadamente R$ 70 por mês, para que, com isso, saiam da extrema pobreza. Inicialmente, o programa contemplava famílias com filhos de 0 a 6 anos. “Com a expansão para as famílias com filhos de 7 a 15 anos, vamos beneficiar, ao todo, 16,4 milhões de pessoas em todo o País. É um resultado fantástico que nos faz seguir em frente nas ações de combate à pobreza e de distribuição de renda para chegarmos a ser um País de classe média, uma sociedade em que todos tenham as mesmas oportunidades”, explicou Dilma.

Os benefícios do Brasil Carinhoso serão depositados a partir de 10 de dezembro, e a expansão do programa representa um custo adicional de R$ 1,74 bilhão ao ano no Programa Bolsa Família. Até agora, a ação já retirou 9,1 milhões de pessoas da extrema pobreza. “Quarenta e dois por cento dos brasileiros, que vivem hoje na extrema pobreza, têm menos de 15 anos de idade. Então, ao ampliar o Brasil Carinhoso, estamos dando um passo muito importante para eliminar o lado mais cruel da desigualdade no Brasil, que é a concentração da pobreza entre as crianças e adolescentes”, afirmou.

Além do complemento da renda das famílias, a ação ainda inclui iniciativas em outras áreas, como na saúde, com o programa Saúde na Escola, por exemplo, do Ministério da Saúde, sendo estendido às creches e pré-escolas. No Café, Dilma lembrou da importância da educação para jovens e crianças e destacou o investimento no ensino integral. “Nós estamos aumentando as vagas nas creches e pré-escolas, investindo na alfabetização na idade certa e ampliando o número de escolas em tempo integral. Hoje, 17 mil escolas de tempo integral, das 32 mil que existem no País, atendem crianças do Bolsa Família. Também enviei ao Congresso uma Medida Provisória que destina todos os royalties e as participações especiais arrecadados com as futuras concessões de petróleo e gás para a educação e 50% do Fundo Social, que é integrado pelos recursos do pré-sal. Este será, sem sombra de dúvida, o maior investimento que o Brasil vai fazer no presente e no futuro de todos os seus filhos”, conclui.

Com informações do Blog do Planalto

Leia mais:

Dilma: Brasil Carinhoso é decisivo para o país chegar à classe média

 

Leia também