Ana Rita coloca CDH à disposição de vítima de violência doméstica

:: Da redação5 de novembro de 2013 23:14

Ana Rita coloca CDH à disposição de vítima de violência doméstica

:: Da redação5 de novembro de 2013

Para a senadora Ana Rita, cabe ao Senado verificar
de perto este caso

A senadora Ana Rita (PT-ES) participou na noite desta terça-feira (05) no plenário do Senado de ato de solidariedade à operadora de caixa de Goiás, Mara Rúbia, atacada violentamente por seu ex-marido, que perfurou seus olhos, tirando sua visão.

Presidente da Comissão de Direitos Humanos (CDH) da Casa, Ana Rita colocou a comissão à disposição para acompanhar o caso, que corre na Justiça do estado. A senadora petista chamou atenção para a omissão do Ministério Público local que, segundo ela, trata o episódio como lesão corporal e não tentativa de homicídio.

“O que nos chama a atenção é que o Ministério Público está tentando desqualificar o caso. É lamentável que o Ministério Público, que existe para defender o cidadão e a cidadã brasileira, tente proteger o agressor em detrimento da vítima. Perfurar os dois olhos e a tentativa de enforcamento, então isso é mais do que claro que é uma tentativa de homicídio sim, intenção de matar a pessoa”, indignou-se a senadora.

Para Ana Rita, cabe ao Senado verificar de perto este caso. “Infelizmente, casos como este têm acontecido com muita frequência, mas nós precisamos, realmente garantir a punição dos responsáveis. A impunidade é o que gera isso. Daqui a pouco, esse agressor poderá ser solto, ela continuará correndo risco de vida e não tem proteção necessária do Estado por dificuldades de garantir isso num tempo mais rápido, num tempo mais célere”, pontuou.

“É importante que a justiça seja feita”, acrescentou a senadora ao solicitar à presidência da Casa, que, como relatora da CPMI da violência contra a mulher pode verificar como a leniência nestes casos ocorre em várias localidades do País. “Mara, pode contar conosco, viu? Nós sabemos o quanto que essa situação é grave no País”, finalizou.

O Congresso Nacional irá votar em breve o projeto da CPMI, que cria a comissão especial de acompanhamento dos desdobramentos dos trabalhos de investigação da violência contra a mulher. Segundo Ana Rita, a Comissão de Direitos Humanos vai também solicitar cópia do processo de Mara, para acompanhar o seu andamento.

Foto: Lula Marques

 

Leia mais:

Plenário aprova quatro projetos da CPMI da Violência contra a Mulher

Leia também