Ana Rita :“Precisamos de ajuda para socorrer e amparar vítimas das chuvas”

:: Da redação20 de dezembro de 2013 14:55

Ana Rita :“Precisamos de ajuda para socorrer e amparar vítimas das chuvas”

:: Da redação20 de dezembro de 2013

“É hora de voltar todas as atenções para as pessoas que sofrem em consequências das fortes chuvas que atingem o nosso Estado há vários dias. Mais de quatro mil desalojados, muita gente ilhada que precisa de socorro e amparo imediatos”. Assim a senadora Ana Rita (PT-ES) resumiu o seu sentimento em relação ao drama da população e dos municípios e seus moradores, em situação de emergência ou de calamidade. Ela se colocou à disposição do Governo do Estado, das prefeituras e comunidades para apoiar, no que for necessário, para a superação das dificuldades e a retomada da rotina nas cidades.

Segundo Ana Rita, o apoio, no caso, implica ações das autoridades e a solidariedade da população. “Os moradores de Rio Bananal e outros municípios, especialmente do Norte do Estado, precisam absolutamente de tudo, desde apoio político juntos aos órgãos competentes, até apoio material imediato, como cobertores e roupas a alimentos e remédios, até que possam retornar a suas casas.

Da mesma forma, é preciso agilizar serviços e obras para que as cidades possam retomar suas rotinas. “Passada a etapa inicial, de socorro, é preciso ampliar ainda mais as ações, pensando em obras nas estradas, contenção de barreiras, reconstrução de vias urbanas, imóveis perdidos”, diz, lembrando que é necessário ainda um plano geral de ações, que inclui infraestrutura, evitando a repetição deste drama nas próximas chuvas.

Solidariedade

Impedida de chegar ao Estado desde ontem à noite porque seu voo foi cancelado, a senadora aguarda a reabertura do aeroporto de Vitória ou mesmo de estradas que estão com queda de barreiras para que possa chegar ao ES. Ela conta que ficou emocionada, em particular, ao saber que seus vizinhos conseguiram salvar um comerciante que ficou soterrado após o deslizamento de um barranco atingir sua casa, no noite de quarta-feira (18) em Cariacica. “Eles usaram as mãos para ajudar a localizar o comerciante em meio aos escombros”.

Entretanto, a mesma sorte não teve um morador de Colatina. Ele acabou morrendo, depois que sua casa foi atingida por uma casa. E, segundo a Defesa Civil Estadual, duas pessoas estão desaparecidas, em Nova Venécia e Água Doce do Norte.

Mesmo pessoas que foram socorridas e levadas para abrigos, como ocorreu em Barra de São Francisco, acabaram ilhadas. Numa escola da cidade, com cerca de 80 abrigados, os bombeiros não conseguiu chegar ao local até início da tarde desta quinta-feira (19).

Assessoria de imprensa da senadora Ana Rita

Leia também