Anibal destaca Acre como “exemplo” na segurança pública

:: Da redação10 de fevereiro de 2014 19:39

Anibal destaca Acre como “exemplo” na segurança pública

:: Da redação10 de fevereiro de 2014

O senador Anibal Diniz (PT-AC), em discurso na tribuna do Senado na tarde desta segunda-feira (10), destacou a visita feita ao estado na última semana pelo ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, que conferiu “in loco” os avanços e resultados obtidos pela aplicação das políticas públicas na área de segurança adotadas pelo governador Tião Viana (PT-AC). “Num momento em que acompanhamos manifestações de quanto a violência tem feito vítimas nas mais diferentes capitais do País, as medidas sócio-educativas adotadas pelo governo do Acre chamam a atenção, pelo baixo índice de reincidência”, afirmou.

Anibal Diniz relatou que o ministro José Eduardo Cardozo ficou impressionado com a realidade vivida pelo Acre, já que dentre as políticas públicas, referenciadas pelo centro de apoio  recuperação que tem regime de semi-liberdade para jovens infratores, o governo agrega possibilidades reais para que esses cidadãos tenham oportunidades para mudar sua condição de vida. “O próprio ministro destacou que é contra a redução da maioridade penal, porque apesar de muitos acharem que devem colocar o menor na cadeia, o objetivo do Estado é dar oportunidade aos jovens”, afirmou.

Segundo o senador, do total de jovens que ingressam no centro de apoio, pelo menos 70% se recuperam, enquanto que no passado cerca de 60% dos jovens eram reincidentes, ou seja, praticavam algum crime. “O ministro destacou que não há outra taxa como esta”, acrescentou Anibal Diniz, que enfatizou a importância de o governo de Tião Viana ter agregado ao centro de apoio condições para a promoção da mudança na vida dos jovens em recuperação, como bibliotecas, posto de saúde, quadras de vôlei, futebol e piscina, além de acesso a cursos técnicos.

A visita do ministro ao Acre também garantiu a destinação de R$ 5 milhões para que o estado adquira equipamentos que serão usados na área de segurança, desta vez nas áreas de fronteiras. São camionetes, vans, armas e barcos. “Desde 2011, por meio de convênios com o Governo Federal, o Acre já recebeu R$ 26 milhões para investimentos em segurança pública. O ministro afirmou, em nome da presidenta Dilma, que o Acre é exemplo para o País”, salientou.

Prova disso é que a segurança pública no Acre, seja na atual gestão de Tião Viana ou de Jorge Viana, atualmente senador da República, seja na gestão do ex-governador Binho Marques, tem sido tratada com seriedade. Anibal Diniz, por exemplo, citou os indicadores que confirmam a redução dos crimes: em 2012, por exemplo, foram realizadas 128 mil abordagens policiais; foram apreendidas 2,2 milhões de toneladas de drogas, 524 armas de fogo; foram efetuadas 681 prisões e 3.888 inquéritos policiais foram concluídos.

Aníbal Diniz enfatizou a ação governamental relacionada à política indigenista que tem uma abordagem social, o que merece elogios, já que a Funai nunca teve problemas com o Acre nessa área específica e que foi o primeiro estado a fazer a regularização completa de suas terras.

Sucessão

Em seu discurso, Anibal Diniz anunciou que na última quinta-feira (6) foi definida a chapa majoritária da Frente Popular que irá disputar as próximas eleições. O governador Tião Viana (PT-AC) será candidato à reeleição e a procuradora do estado, Nazaré Araújo, filha do ex-governador José Araújo, foi indicada para o cargo de vice-governadora. “Temos certeza que, até a semana que vem, resolveremos a questão do nome que disputará uma vaga para o Senado. Temos o nome da deputada Perpétua Almeida, do PCdoB, e minha candidatura. A situação será definida pelos partidos que integram a Frente Popular, buscando sempre o melhor caminho para o futuro do Acre, para garantir a vitória de Dilma no Acre, com a mesma seriedade que nos trouxe aqui”, afirmou.

Leia também