Anibal Diniz representa Comissão de Meio Ambiente na COP 18

A Conferência em Doha busca acordo para metas ambientais, entre elas a ampliação do protocolo de Kyoto em relação à emissão de fases poluentes.

:: Da redação4 de dezembro de 2012 12:16

Anibal Diniz representa Comissão de Meio Ambiente na COP 18

:: Da redação4 de dezembro de 2012

O senador Aníbal Diniz (PT-AC) participa, nesta semana, como representante parlamentar da Comissão de Meio Ambiente do Senado, da Conferência das Partes de Mudanças Climáticas (COP 18) que acontece em Doha, capital do Qatar. O desafio da conferência é encontrar um ponto comum entre países ricos e em desenvolvimento no tema que ameaça os recursos naturais no planeta. O objetivo do encontro é chegar a um consenso em pontos polêmicos como a extensão do Protocolo de Kyoto, documento que estabelece metas para a redução das emissões de gases de efeito estufa, responsáveis pela aceleração do aquecimento do planeta causando sérios desastres ambientais.

O secretário de Mudanças Climáticas e Qualidade Ambiental do Ministério do Meio Ambiente (MMA), Carlos Klink, defende que a COP 18 defina os rumos dos compromissos já firmados anteriormente pela comunidade internacional na redução de emissões. “A gente não busca novidades. Em Doha, é hora de trabalhar a implementação dos acordos e mostrar que temos ambição”, afirmou Klink, em entrevista ao Portal do Ministério do Meio Ambiente.

Os baixos índices de desmatamento, segundo Klink, colocam o Brasil em uma posição favorável no combate ao efeito estufa e às mudanças climáticas. Segundo os dados mais recentes, divulgados no último dia 27, as taxas atingiram recorde histórico e demonstram queda de 27% entre agosto de 2011 e julho deste ano, em relação ao mesmo período anterior. “O Brasil está mostrando é dá para fazer isso e muito mais”, afirmou o secretário.

A conferência será realizada até o dia 7 de dezembro. Ao todo, 191 países estarão representados no Qatar. Além das delegações oficiais participam também representantes de movimentos sociais e ONGs (Organizações Não Governamentais).

Com Assessoria de Imprensa do senador Anibal Diniz e Ministério do Meio Ambiente

Leia mais:

Economist diz que Acre tem muito a ensinar sobre crescimento sustentável

Desmatamento na Amazônia Legal é o menor já registrado


Leia também