Aníbal: formação técnica tem de contribuir para reter jovem no campo

:: Da redação4 de abril de 2014 17:24

Aníbal: formação técnica tem de contribuir para reter jovem no campo

:: Da redação4 de abril de 2014

Senador participa das discussões sobre formação de profissionais em seminário no Alto Acre

Aníbal: cursos têm de enfatizar
conhecimento local

O senador Aníbal Diniz (PT-AC) elogiou a iniciativa de autoridades acrianas de promover, nos próximos três dias, em Brasileia (AC), na área do Alto Acre, um seminário sobre a educação profissional de jovens da zona rural. Em pronunciamento ao plenário na manhã desta sexta-feira (4), o parlamentar enfatizou a importância do evento, que apresentará políticas públicas voltadas para a qualificação jovens das cidades de Brasiléia, Epitaciolândia, Xapuri e Assis Brasil.

Para o senador, o tema em debate tem relação com a fuga de jovens da zona rural é questão prioritária para a região. “Muitas vezes, o jovem sai da zona rural para buscar uma formação na zona urbana e, uma vez recebida essa formação, eles quase sempre não voltam para aplicar o fruto do seu conhecimento em beneficio da comunidade que o revelou”, explicou Aníbal.

O parlamentar acriano destacou que é necessário encontrar uma forma de proporcionar ao jovem formação que lhe permita aplicar sua formação, em benefício do desenvolvimento comunitário. “Eu tenho uma grande esperança de que os jovens da zona rural tenham acesso a conhecimentos que lhes permitam contribuir para o desenvolvimento social e econômico de maneira sustentável das suas comunidades”, disse Aníbal.

O senador lembrou que a região do Alto Acre é importante polo de desenvolvimento econômico do estado. É nessa região que se desenvolvem bem sucedidos projetos nas áreas de suinocultura, piscicultura e avicultura. Além disso, em Xapuri, um projeto em andamento, resultado de parceria com o Ministério da Saúde, aproveita a produção de 800 seringueiros numa fábrica de preservativos masculinos.

“A vocação daquela região é justamente criar os mecanismos para que a comunidade desenvolva expertise e possa contribuir economicamente e também com a sua força de trabalho para o desenvolvimento da região”, destacou o senador.

Giselle Chassot

Leia também