Aprovado empréstimo de US$ 50,8 milhões para a Bahia

Pinheiro pede urgência e matéria poderá ser votada ainda hoje no plenário.

:: Da redação3 de dezembro de 2013 14:26

Aprovado empréstimo de US$ 50,8 milhões para a Bahia

:: Da redação3 de dezembro de 2013

“Esse programa desenvolve os segmentos
náutico e cultural na zona turística Baía de
Todos-os-Santos”

A Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado aprovou nesta terça-feira (3) empréstimo de US$ 50,8 milhões para o desenvolvimento do turismo no Estado da Bahia. O dinheiro virá do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e destina-se ao financiamento parcial do Programa Nacional de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur) no estado.

Requerimento de urgência apresentado pelo senador Walter Pinheiro (PT-BA) foi aprovado pelo colegiado e a análise da mensagem encaminhada pelo Executivo seguirá para deliberação do plenário do Senado em regime de urgência. “Conversei com o presidente Renan para que a apreciação da matéria seja incluída na Ordem do Dia de hoje para votação e tramitação final da autorização do empréstimo ainda nesta terça-feira”, disse.

Pinheiro, que já foi secretário do Planejamento da Bahia, destacou a importância do Prodetur: “Esse programa desenvolve os segmentos náutico e cultural na zona turística Baía de Todos-os-Santos, desenhando uma nova economia para a região”. 

A iniciativa beneficiará as populações dos municípios integrantes da zona turística da Baía de Todos os Santos. Como em períodos de alta estação esses municípios chegam a receber mais turistas do que o dobro de suas populações, o projeto visa melhorar as condições de receptividade dessa demanda.

Prosaimaués
O líder do Governo no Congresso, senador José Pimentel (PT-CE), foi o relator da mensagem presidencial autorizando a União garantir um empréstimo externo entre o estado do Amazonas e o BID, no valor de até US$ 24,5 milhões, para financiar o Programa de Saneamento Integrado de Maués (Prosaimaués). Os recursos servirão para melhorar as condições sanitárias de rios nesse município do Amazonas e contribuir para o desenvolvimento local. O voto de Pimentel foi favorável e esse empréstimo também deverá ser apreciado em plenário na tarde de hoje.

A CAE também aprovou três outros pedidos de empréstimos. O beneficiário é o município de Belo Horizonte. Com o Bird – Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento, poderá contrair empréstimo externo de até US$ 200 milhões, para aplicação no Projeto de Desenvolvimento Urbano e Integração da região metropolitana. O segundo empréstimo será com o BID, no valor de US$ 55 milhões, para a recuperação ambiental do programa Drenurbs. O terceiro empréstimo será com o Banco do Brasil Aktiengesellschatt, de Viena, Áustria, no valor de até US$ 75 milhões. Os recursos se destinam ao programa de recuperação da bacia hidrográfica de Pampulha. Vale notar que todos essas autorizações de operação de crédito externo terão a garantia da União. 

Leia também