Alerta

Após o golpe de 2016, assassinatos no campo aumentaram

Ao todo, 70 pessoas foram mortas no meio rural no ano passado. Números são os piores em 14 anos
:: Carlos Mota9 de agosto de 2018 12:52

Após o golpe de 2016, assassinatos no campo aumentaram

:: Carlos Mota9 de agosto de 2018

A violência no campo piorou desde que Michel Temer assumiu o poder. É o que mostra o informativo “Alerta nº 6”, que destaca o triste número de 70 assassinatos no meio rural no ano passado, maior registro nos últimos 14 anos.

“Os governos do PT se mantiveram ativos no combate à violência no campo reduzindo à metade, em média, o número de assassinatos entre 2004 e 2014. O golpe político, desencadeado desde 2015 no Congresso Nacional, trouxe à tona a violência como verdadeira forma de agir dos ruralistas, na certeza da impunidade”, diz o texto de abertura do informativo.

As informações do “Alerta” foram retiradas de um relatório da Comissão Pastoral da Terra (CPT) que registra os conflitos no campo. Entre 1985 e 2017, a CPT computou 1.438 casos de conflitos no campo em que ocorreram assassinatos, com 1.904 vítimas. Desse total, apenas 8% foram levados a julgamento.

 

Confira:

https://ptnosenado.org.br/wp/wp-content/uploads/2018/08/alerta_violência_no_campo_006_final.pdf

Baixe o Alerta nº 6

Leia também