"Policial bonzinho"

Atacado por Mourão, Mínimo é um dos menores do mundo

Na FIESP, Mourão defende o fim do salário mínimo e da educação e da saúde públicas
:: Carta Capital27 de março de 2019 17:52

Atacado por Mourão, Mínimo é um dos menores do mundo

:: Carta Capital27 de março de 2019

Aplaudido de forma efusiva por 700 empresários reunidos na sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo, na Avenida Paulista, o vice-presidente Hamilton Mourão voltou a criticar o salário mínimo.

Segundo o general, a remuneração básica de referência no Brasil pune os empresários (“mínimo que não é mínimo”) e não pode mais ser reajustada anualmente com base na inflação.

Mourão defendeu ainda a aprovação da reforma da Previdência, o aprofundamento do desmonte da CLT iniciado pelo governo de Michel Temer, a privatização até de serviços básicos como saúde e educação e uma drástica redução de impostos.

Leia a matéria na íntegra.

Leia também