Nota Oficial

Bancada repudia violência contra manifestantes na Colômbia

Senadores do Partido dos Trabalhadores assinam nota contra os ataques do governo de extrema-direita de Iván Duque, resultando em pelo menos 50 mortes, 300 desaparecidos e 500 feridos, além de dezenas de casos de estupro. "O que ocorreu na Colômbia neste mês foi um verdadeiro massacre contra manifestantes", denunciam os parlamentares
:: Bancada do PT no Senado26 de maio de 2021 14:04

Bancada repudia violência contra manifestantes na Colômbia

:: Bancada do PT no Senado26 de maio de 2021

A bancada do PT no Senado divulgou nota de repúdio à violência policial imposta pelo presidente da Colômbia, Iván Duque, às manifestações populares contra a pobreza, a desigualdade e a fome no país. A seguir, a íntegra do documento.

 

Nota sobre a situação da Colômbia

A Bancada do PT no Senado expressa seu veemente repúdio à extrema violência policial que o governo colombiano de Iván Duque vem desencadeando contra manifestantes populares que protestam contra as políticas neoliberais e o aumento da pobreza, da desigualdade e da fome na Colômbia.

Com efeito, o que ocorreu na Colômbia neste mês foi um verdadeiro massacre contra manifestantes, em sua imensa maioria pacíficos, que contraria todos os tratados e convenções relativos aos direitos humanos.

Tal massacre já resultou na morte de 50 pessoas, no “desaparecimento” de ao menos 300 indivíduos, em mais de 500 feridos e em dezenas de casos de estupros de manifestantes do sexo feminino.

Colômbia está totalmente militarizada e a repressão violenta ainda se abate indiscriminadamente contra todos que ousam protestar contra o governo de Iván Duque. Algumas localidades, como a de Siloé, em Cali, estão sitiadas por forças militares.

Tais protestos são insuflados pela grave deterioração da situação social de Colômbia, provocada pelas políticas neoliberais do governo Iván Duque e agudizada pelo fato de que esse governo intenta colocar os custos do combate à pandemia nas costas das trabalhadoras e trabalhadores da Colômbia.

Também tem papel de relevo no desencadeamento das manifestações a paralisação intencional, por parte do governo Iván Duque, do processo de paz, que visa dar término à mais longa guerra civil da história, que marca profundamente a vida dos colombianos.

A Bancada do PT no Senado entende que o governo de extrema-direita da Colômbia deve cessar de imediato a repressão policial e os assassinatos e “desaparecimentos” de manifestantes, e convocar todas as forças políticas e populares colombianas com o intuito de encontrar saída pacífica e negociada para a gravíssima crise por que passa aquele país irmão e vizinho, sob pena, inclusive, de ser submetido a eventual julgamento ante o Tribunal Penal Internacional.

Por último, manifestamos nossos pêsames às vítimas da violência, nossa irrestrita solidariedade ao grande povo da Colômbia e apoio às investigações que a Comissão Interamericana de Direitos Humanos pretende desenvolver naquele país.

Leia também