Ataque à democracia

Bancadas do PT repudiam prisão de Julian Assange

Julian Assange é um preso político, vítima de uma perseguição que usa a estratégia do lawfare, tal qual Luiz Inácio Lula da Silva no Brasil
:: Da redação12 de abril de 2019 12:54

Bancadas do PT repudiam prisão de Julian Assange

:: Da redação12 de abril de 2019

As bancadas do Partido dos Trabalhadores na Câmara dos Deputados e no Senado Federal repudiam com veemência a prisão do jornalista Julian Assange, ocorrida nesta quinta-feira (11), em Londres, graças a uma decisão lamentável do governo equatoriano de retirar a sua condição de asilado político.

Assange é um dos principais responsáveis por revelar ao mundo o consórcio internacional de espionagem formado por agências dos Estados Unidos em conjunto com outros países. Tal esquema foi construído para violar não apenas os direitos à liberdade e à privacidade de milhões de pessoas ao redor do mundo, mas também para pilhar segredos de empresas importantes e de governos de nações que não aceitam entregar suas riquezas às multinacionais destes países expostos pelo trabalho de Assange.

A prisão efetuada pela polícia inglesa passa por cima das recomendações de entidades da Organização das Nações Unidas (ONU), notadamente do Grupo de Trabalho sobre Detenções Arbitrárias e do Alto Comissário de Direitos Humanos.

Destacamos ainda que o vergonhoso ato do governo equatoriano – que jamais ocorreria sob a gestão do ex-presidente Rafael Correa – também viola todas as convenções internacionais de direitos humanos que tratam do instrumento do asilo político.

Julian Assange é um preso político, vítima de uma perseguição que usa a estratégia do lawfare, tal qual Luiz Inácio Lula da Silva no Brasil.

Exigimos a imediata libertação de Assange e conclamamos a comunidade internacional a se somar a este pleito, que se baseia no respeito à democracia e ao Direito Internacional.

Brasília, DF, 11 de abril de 2019.

Humberto Costa
Líder do PT no Senado

Paulo Pimenta
Líder do PT na Câmara

 

Leia também