Banco do Brasil reduz juros de autos para pequenas empresas

Com redução de até 21,3%, as taxas passam a ser oferecidas a partir de 0,77% ao mês. Banco também ampliou teto do crédito em até 100%.

:: Da redação29 de maio de 2012 11:01

Banco do Brasil reduz juros de autos para pequenas empresas

:: Da redação29 de maio de 2012

O Banco do Brasil anunciou, nesta segunda-feira (28), a redução de juros na linha de financiamento de veículos novos para micro e pequenas empresas. Com redução de até 21,3%, as taxas passam a ser oferecidas a partir de 0,77% ao mês, com encargos médios de 1,09% ao mês. Segundo o banco, a redução entra em vigor a partir desta segunda-feira e acompanha as medidas anunciadas pelo Banco Central, que alteraram as regras para recolhimento de depósito compulsório.

Com prestações fixas, a linha BB Crédito Empresa – Veículos Novos permite financiar qualquer modelo de automóvel (exceto veículos pesados), inclusive os acessórios, até 100% do valor do carro. O Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) também pode ser incluído no empréstimo. O prazo de pagamento pode chegar a 60 meses, com até três meses de carência. O crédito é pré-aprovado e as liberações ficam condicionadas apenas à apresentação de nota fiscal dos veículos adquiridos. A linha é direcionada às empresas com faturamento bruto anual de até R$ 60 milhões.

Promoção para lojistas em junho

banco anunciou também uma promoção especial a lojistas durante o mês de junho, quando se comemora o Dia dos Namorados, que inclui antecipação de vendas com taxas reduzidas e carência no pagamento de até três parcelas. Os recebíveis, como cheques pré-datados, duplicatas e cartões de crédito, poderão ser convertidos em capital de giro com juros a partir de 1% ao mês – menor que a taxa média anterior, que era de 1,3% ao mês.

Também haverá carência no pagamento de até três parcelas nas novas liberações de crédito nas duas principais linhas de capital de giro da instituição. Estas condições valem até o final de junho.

As condições especiais no mês de junho também valem para as empresas que contratarem empréstimos para liquidar operações em outras instituições financeiras. Com taxas a partir de 0,89%, prazo de até 60 meses e carência de até seis meses, o banco já liberou mais de R$ 768 milhões nesta modalidade, desde abril.

Para o vice-presidente de Agronegócios e Micro e Pequenas Empresas do Banco do Brasil, Osmar Dias, a redução das taxas para veículos irá permitir que os empresários renovem suas frotas em condições mais favoráveis, aproveitando a recente redução de impostos promovida pelo governo federal. 

Segundo a instituição, desde o início das reduções de juros promovidas pelo banco, no dia 12 de abril, foram realizadas cerca de um milhão de liberações de crédito nas linhas para pessoas jurídicas – micro e pequenas empresas – priorizadas na estratégia, totalizando mais de R$ 9,9 bilhões. Este resultado corresponde a crescimento de 18,4% de desembolso de crédito médio por dia no período, comparado com março de 2012, mês imediatamente anterior à vigência das medidas.

Banco do Brasil

Leia também