Defesa do Consumidor

Bancos devem reduzir juros durante a crise, aponta Jean Paul

Senador afirmou que diversos relatos de abusos praticados pelos bancos foram denunciados. Aumentos nas taxas de juros chegam a mais de 70%
:: Assessoria do senador Jean Paul Prates9 de abril de 2020 09:49

Bancos devem reduzir juros durante a crise, aponta Jean Paul

:: Assessoria do senador Jean Paul Prates9 de abril de 2020

O senador Jean Paul Prates (PT-RN) denunciou, nessa quarta-feira (8), o aumento dos juros em operações para lojistas, no plenário virtual do Senado. Muitos casos de abusos feitos pelos bancos já foram denunciados ao Ministério da Economia.

Os aumentos nas taxas de juros, em alguns casos, chegam a mais de 70%. Nos empréstimos pessoais, as taxas também estão em níveis absurdos para um país com a taxa Selic de 3,75%. “O Congresso Nacional não pode ficar inerte diante dessa situação. Se necessário, vamos votar aqui projetos obrigando os bancos a darem sua parcela de sacrifício nesta crise”, disse.

“Quem está lá em cima e manipula o dinheiro já está perfeitamente atendido nesse período de emergência do coronavírus no País. Agora, eles precisam olhar com atenção para a base da pirâmide”, disse o senador.

Jean Paul lembrou que o Governo Federal baixou a taxa de juros e anunciou medidas que liberaram mais de R$ 1,216 trilhão para os bancos brasileiros, para que as instituições bancarias pudessem fazer mais operações, com taxas menores para os seus clientes. “Não é nada disso que tem acontecido. Lojistas denunciaram ao Ministério da Economia que os bancos estão aumentando os juros em operações para o comércio”, afirmou.

Em 2019, os lucros dos maiores bancos no país subiram 13% e alcançaram R$ 81,5 bilhões, ou seja, R$20 bilhões a mais do que será gasto no pagamento do auxílio emergencial a cerca de 30 milhões de brasileiros durante três meses.

Confira a íntegra da matéria

Leia também