BB já aprovou R$ 1 bilhão em nova linha do “Brasil Maior”

:: Da redação26 de setembro de 2011 15:28

BB já aprovou R$ 1 bilhão em nova linha do “Brasil Maior”

:: Da redação26 de setembro de 2011

O BB já aprovou mais de R$ 1 bilhão para a linha BNDES Capital de Giro Progeren, tendo desembolsado o montante de R$ 650 milhões para a modalidade, que foi reaberta em agosto deste ano como parte das ações do “Brasil Maior”.

Para amparar esse volume de negócios, o BB disponibilizou R$ 3,7 bi em limites de crédito para a linha, que visa aumentar a produção, o emprego e a massa salarial por meio de apoio financeiro na forma de capital de giro.

As novas condições do BNDES Capital de Giro Progeren foram bem recebidas pelos clientes BB, que passaram a contar com novo prazo de pagamento ampliado de 24 para até 36 meses, mantida a carência de três a 12 meses. A vigência da linha também recebeu incentivos por parte do BNDES, tendo o prazo de pedidos de financiamento alterado para até dezembro de 2012, com taxas de juros de 10 a 13% ao ano.

Tais incentivos atendem a mais de 126 mil empresas clientes do BB, que atuam em setores beneficiados pelos incentivos federais, tais como fabricação de móveis, produtos têxteis e a indústria de transformação, dentre outros.

Empresas como a Plásticos Montenegro, localizada na cidade que deu nome ao negócio comandado por Luís Eugênio Hermes e que trabalha na fabricação de embalagens de materiais plásticos, aproveitou as novas oportunidades e contratou operação para otimizar o seu planejamento financeiro, principalmente em função do menor custo da linha.

Hermes reforça as ótimas condições do BNDES Capital de Giro Progeren, enfatizando que “o novo recurso obtido junto ao BB permitiu a substituição de obrigações onerosas contraídas em outros bancos por crédito com menores taxas de juros”.

Já Edson Batista, sócio-proprietário da Clóris Indústria e Comércio de Confecções, localizada na capital cearense, destaca “a agilidade da disponibilidade dos recursos pelo BB, aliada às demais vantagens da linha, permitiu uma maior capitalização da empresa em momento de perspectivas de crescimento de vendas”. Batista reforça ainda “o crescimento do faturamento possibilitará também aumento na geração de empregos”.

Para Walter Malieni, diretor de crédito do BB, “tais incentivos ratificam o compromisso do Banco do Brasil com o desenvolvimento econômico do País e a eficiência no cumprimento de sua função pública”.

Desde o lançamento do Programa Brasil Maior, o Banco do Brasil tem implementado uma série de medidas aderentes aos incentivos divulgados pelo Governo Federal para estimular a competitividade da indústria brasileira.

Fonte: Assessoria de Imprensa BB

(61) 3102-3537

Leia também