Legado do PT

Bolsonaro vai ao Nordeste ‘inaugurar’ obra de Lula e Dilma

Parasita de projetos alheios, o presidente vai pela primeira vez ao Ceará para inaugurar um trecho da Integração do Rio São Francisco e sobrevoar a ferrovia Transnordestina, dois empreendimentos emblemáticos dos governos do PT
:: Agência PT de Notícias26 de junho de 2020 13:47

Bolsonaro vai ao Nordeste ‘inaugurar’ obra de Lula e Dilma

:: Agência PT de Notícias26 de junho de 2020

Muito comum em toda a América Latina, o chupim é um pássaro conhecido que deu nome a uma canção de Renato Teixeira (‘Vira bosta’) e “é provavelmente a ave mais odiada do Brasil, principalmente por causa de seus hábitos reprodutivos parasitários, pois nunca cuida de seus próprios ovos, sempre os botando nos ninhos de outras aves para que elas criem seus filhotes”, segundo o site Wikiaves.

Nessa sexta (26), o presidente Jair Bolsonaro fará um voo de chupim até Penaforte, no sul do Ceará, para inaugurar uma das obras-símbolo do governo Lula: um trecho da Integração do Rio São Francisco. Também sobrevoará um trecho da ferrovia Transnordestina, outro megaempreendimento iniciado no governo Lula.

Penaforte, cidade com nove mil habitantes, tem dez casos confirmados e três óbitos por Covid-19 registrados até esta quarta (24). Em todo o estado, já são quase cem mil casos confirmados, com 5.815 óbitos contabilizados pela Secretaria Estadual de Saúde.

Desgastado pelos mais de 50 mil óbitos por coronavírus e pelas investigações envolvendo a família, Bolsonaro aposta em viagens para inaugurar obras públicas como forma de tentar conter a deterioração da imagem. Será sua primeira visita ao Ceará, para participar do momento de chegada das águas do Rio São Francisco ao estado.

A intenção do presidente é construir pontes com a população do Nordeste, onde obteve menos votos nas eleições de 2018. Os políticos aliados da região lhe garantiram que o auxílio emergencial para trabalhadores informais, que ele inicialmente queria fixar em R$ 200, é tratado como o “dinheiro do Bolsonaro” pelos moradores do Nordeste.

Durante um século houve uma parte da classe política brasileira que se conformava que uma parte do Brasil fosse rica e a outra parte do Brasil fosse pobre. Parece que estava escrito na Bíblia que nós, nordestinos, tínhamos nascido para sofrer. Parece que estava escrito em algum lugar que nós éramos uma raça de segunda categoria e, portanto, nós não deveríamos receber os benefícios que todos os 180 milhões de brasileiros têm direito de receber. Eu sei o que é essa discriminação

Lula

Foto: Ricardo Stuckert

Confira a íntegra da matéria

Leia também