Brasil está entre as nações mais felizes do mundo

:: Da redação15 de janeiro de 2014 13:55

Brasil está entre as nações mais felizes do mundo

:: Da redação15 de janeiro de 2014

Pesquisa aponta o brasileiro como o décimo
povo mais feliz do mundo

Um povo feliz. Assim pode ser classificada a população brasileira, depois da divulgação da pesquisa Barômetro Global de Otimismo, feita pelo IBOPE Inteligência em parceria com a Worldwide Independent Network of Market Research (WIN), que coloca o Brasil em décima posição no ranking das nações mais felizes do mundo. O levantamento considerou 65 economias e contou com 66.806 entrevistados.

Entre os brasileiros consultados, 71% se dizem satisfeitos com a própria vida. Número acima da média mundial: 60%, mas menor que o índice registrado no ano passado, de 81%. Em 2011, o Brasil tinha 76% de sua população feliz. A média mundial nos dois últimos anos foi de 53%.

Fiji é o país que lidera a lista das nações mais felizes do mundo, com 88% dos entrevistados satisfeitos. O ranking dos top 10 é seguido pela Colômbia (86% de moradores felizes), Arábia Saudita (80%), Argentina (78%), Finlândia (78%), México (75%), Índia (74%), Indonésia (74%), Dinamarca (74%) e Brasil.

Sonho internacional

No último sábado (11), o jornal O Estado de S. Paulo já havia divulgado outro ponto positivo da série de pesquisas feitas pelo WIN: morar no Brasil é sonho internacional. O crescimento econômico na última década, aliado à boa imagem cultural do País no exterior, fizeram com que o Brasil fosse citado como destino dos sonhos por moradores de dois em cada três países onde foi feito o estudo.

Na lista dos destinos mais cobiçados por quem não está feliz na terra natal, o Brasil é o único da América Latina, o único Bric (grupo formado por Brasil, Rússia, China e Índia) e a única nação ocidental em desenvolvimento.

Os entrevistados foram questionados em qual país do mundo gostariam de morar se não existissem barreiras ou impedimentos. A maior parte dos brasileiros (53%) não mudaria, o que não acontece com o resultado global: 62% declaram que se mudariam para outros países, principalmente os cidadãos europeus e asiáticos.

Os EUA são, previsivelmente, o destino mais desejado por quem quer imigrar no mundo. O ranking segue com outros países ricos, como Canadá, Austrália e nações da Europa ocidental. Quebram a hegemonia das grandes potências apenas Brasil, Arábia Saudita e Emirados Árabes Unidos – os dois últimos, não por acaso, países de renda alta por causa do petróleo e destino desejado principalmente por muçulmanos. De todos esses países, o único que não tem histórico recente de imigração considerável é justamente o Brasil.

Com agências de notícias

Leia mais:

Nunca antes… Brasil chega à marca de 6 milhões de turistas estrangeiros

Agricultura familiar do Brasil é reconhecida internacionalmente


Leia também