Carta aberta pede equilíbrio na cobertura da mídia da Ação Penal 470

:: Da redação27 de setembro de 2012 14:57

Carta aberta pede equilíbrio na cobertura da mídia da Ação Penal 470

:: Da redação27 de setembro de 2012

Um movimento criticando a forma como boa parte da mídia acompanha o julgamento da Ação Penal 470 – apelidada de “mensalão” – toma corpo na sociedade brasileira.

Uma das primeiras vozes a questionar os “dois pesos e duas medidas” na abordagem jornalística do julgamento no Supremo Tribunal Federal (STF) foi o senador Jorge Viana (PT-AC). Colunistas dos grandes jornais e revistas como Jânio de Freitas, da Folha de S Paulo, Paulo Moreira Leite, da Época, Maria Cristina Fernandes, do Valor Econômico, além de Delfim Netto também se somaram a este pensamento.

Agora, uma carta aberta disponibilizada pelo site Viomundo, do jornalista e blogueiro Luiz Carlos Azenha, da TV Record, reúne, a cada dia, intelectuais, artistas, jornalistas e acadêmicos de diversas áreas pede equilíbrio e apela pelo julgamento justo e imparcial. “Nós, abaixo assinados, confiamos que os Senhores Ministros, membros do Supremo Tribunal Federal, saberão conduzir esse julgamento até o fim, sob o crivo do contraditório e à luz suprema da Constituição”, diz o texto assinado por dezenas de pessoas entre elas o escritor Fernando Morais, o economista Luiz Gonzaga Belluzzo, o arquiteto Oscar Niemeyer, Maria Victoria Benevides, socióloga, professora universitária USP e Hugo Carvana, ator e cineasta.

Para conhecer a íntegra do documento e assiná-lo, clique aqui

 

 

 

Leia mais:

Viana: parte da mídia ocupa vazio deixado pela oposição

Lula – Por Delfim Neto

Na mídia: colunista do Valor questiona excesso do uso “off” no jornalismo

No STF, crítica e ironias ao PT. Pode?

O julgamento na imprensa


Leia também