Ceará vai investir R$ 2 bi em desenvolvimento sustentável

A maior parte do dinheiro virá de dois financiamentos, aprovados pela CAE.

:: Assessoria do senador José Pimentel10 de dezembro de 2013 19:52

Ceará vai investir R$ 2 bi em desenvolvimento sustentável

:: Assessoria do senador José Pimentel10 de dezembro de 2013

Segundo Pimentel, o investimento estratégico
é fundamental para que o Ceará continue
crescendo e garantindo emprego e renda
à população

 

A Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado aprovou nesta terça-feira (10/12) dois financiamentos externos para o Estado do Ceará. Um deles, de US$ 400 milhões, será tomado junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). O dinheiro, somado a uma contrapartida do estado no valor US$ 104 milhões, será aplicado em pavimentação e manutenção de rodovias.

O outro empréstimo, de US$ 350 milhões junto ao Banco Mundial (BIRD), vai bancar uma série de ações voltadas ao desenvolvimento sustentado e à redução das desigualdades sociais. O dinheiro dos dois empréstimos será liberado de 2013 a 2017. O investimento total será de R$ 2 bilhões. Os pedidos de financiamento serão analisados pelo Plenário do Senado, em regime de urgência.

O líder do Governo no Congresso, senador José Pimentel (PT-CE), votou a favor dos dois empréstimos, por entender que o investimento estratégico é fundamental para que o Ceará continue crescendo e garantindo emprego e renda à população. Desde 1997, o estado vem ampliando sua participação no Produto Interno Bruto do país, que passou de 1,87% para 2,16% do PIB nacional em 2012, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Empréstimo do BID – O financiamento do BID mais a contrapartida estadual somam R$ 1,17 milhão a ser investido nas estradas do Ceará. Parte do dinheiro será aplicada na melhoria da BR 060, que liga Fortaleza ao Crato.

O projeto também prevê a reabilitação de 560 Km e a pavimentação de mais 410 km de rodovias. A ideia é facilitar o escoamento da produção tanto para os mercados consumidores no próprio Ceará, quanto para portos e aeroportos, no caso de mercadorias destinadas a outros estados ou à exportação. Vários municípios do interior, especialmente os mais pobres, serão atendidos pelas obras.

Empréstimo do BIRD – O empréstimo junto ao Banco Mundial, equivalente a R$ 812,6 milhões, será aplicado em ações previstas no Plano Plurianual do Ceará (PPA 2012-2015).

Entre essas ações, destacam-se a reforma e construção de escolas técnicas, a melhoria da qualidade da água de bacias hidrográficas (Metropolitana, Acaraú e Salgado), a ampliação das redes de água e esgoto e a ampliação da rede de proteção social em municípios mais pobres.

O objetivo das iniciativas é impulsionar o desenvolvimento do estado, com respeito ao meio ambiente e redução da pobreza. Dados do IBGE indicam que, no Ceará, os 10% mais ricos têm renda 40 vezes maior que os 10% mais pobres, diferença que vem sendo reduzida nos últimos anos.

Também de acordo com o instituto, 17% da população do estado estão abaixo da linha de pobreza, ou seja, têm renda familiar per capita abaixo de R$ 70. No campo, a situação é mais preocupante: 37% das pessoas estão abaixo da linha de pobreza. 

Assessoria de Imprensa do senador José Pimentel 

Leia também