Centro de gerenciamento de desastres fortalece as ações de defesa civil

:: Da redação9 de agosto de 2012 15:24

Centro de gerenciamento de desastres fortalece as ações de defesa civil

:: Da redação9 de agosto de 2012

Preparar a população e responder aos desastres naturais ocorridos em todo o território nacional e, eventualmente, também no exterior, é o objetivo do Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad). Com R$ 40 milhões a serem investidos, até 2013 pelo Governo Federal, o centro conta hoje com uma equipe multidisciplinar composta por cerca de 70 servidores. As equipes se revezam e trabalham 24 horas por dia, de domingo a domingo, inclusive em feriados. 

Antes da reestruturação eram 15 servidores. Entre as especialidades do novo corpo técnico estão analistas de sistemas, engenheiros, geólogos, meteorologistas, químicos, assistentes sociais, estatísticos e analistas em Defesa Civil.O centro pertence ao Ministério da Integração Nacional, sendo coordenado pela Secretaria Nacional de Defesa Civil (Sedec).

A dinâmica de funcionamento do centro prevê a reunião de informações que são repassadas por órgãos do Governo Federal responsáveis pela previsão de tempo e temperatura, avaliação de condições geológicas e hidrológicas de áreas de risco, acompanhamento das bacias hidrográficas; controle de queimadas e incêndios florestas; e transporte e armazenamento de produtos perigosos. As informações são avaliadas e processadas pela equipe e, quando detectado o risco de desastres, são encaminhadas aos órgãos de Proteção e Defesa Civil dos Estados e Municípios.

O centro possui duas frentes de trabalho: “Articulação, estratégia, estruturação e melhoria contínua” e “Ação permanente de monitoramento, alerta, informação, mobilização e resposta”. A primeira é responsável pela preparação e resposta a desastres, sendo a principal atividade a mobilização de profissionais para atendimento às vítimas. Já a segunda corresponde ao monitoramento constante de informações, com o objetivo de reduzir impactos e preparar a população.

Por meio do Grupo de Apoio a Desastres (Gade), o Cenad contribui efetivamente com o socorro e a assistência à população afetada. O Gade é formado por equipe técnica multidisciplinar, mobilizável a qualquer tempo por solicitação de estados, municípios e do Distrito Federal.

Com informações do Em Questão

Leia também