Retrocesso social

CNBB condena retrocessos do governo Bolsonaro

"manifestamos nossa preocupação com o agravamento da situação social", dizem bispos
:: CNBB5 de agosto de 2019 10:47

CNBB condena retrocessos do governo Bolsonaro

:: CNBB5 de agosto de 2019

Mensagem divulgada pelos bispos participantes do Fórum Nacional das Pastorais Sociais, realizado reunidos entre os dias 30 de julho a 2 de agosto, condena a retirada de diretos promovida pelo governo Bolsonaro e conclama a sociedade brasileira a resistir.

Além disso, os bispos ainda criticam o desmonte de espaços de controle social e a extinção dos conselhos de políticas públicas, criados por decreto, e revogação da política de participação social, pelo atual governo, a especulação imobiliária e aponta o perigo da proposta de emenda à Constituição Federal no 80/2019, em tramitação no Senado Federal, que propõe a retirada da função social da terra urbana e rural.

“São gritos que escutamos: desemprego de mais de 13 milhões de trabalhadores e trabalhadoras; volta do Brasil ao mapa da fome; precarização das relações trabalhistas; ampliação de pessoas em situação de rua; aumento das violências, vitimando principalmente jovens negros e mulheres, e assassinatos nas áreas urbanas e rurais; desrespeito aos direitos e territórios dos povos originários e comunidades tradicionais; vulnerabilidade de migrantes e de refugiados […] Todos estes gritos são ataques à vida, diante dos quais não podemos calar”, diz trecho da carta.

A carta também condena o foco do investimento do governo na militarização abdicando do investimento em setores como educação e saúde nos estados e municípios.

Confira a íntegra da carta

Leia também