Áudio

CNJ é acionado por crimes de Sérgio Moro

Associação de juristas afirma que o juiz cometeu abuso de autoridade, prevaricação e desrespeito à hierarquia processual
:: Brasil de Fato11 de julho de 2018 17:00

CNJ é acionado por crimes de Sérgio Moro

:: Brasil de Fato11 de julho de 2018

Embora os juízes sejam vistos como última linha de defesa da legalidade, a magistratura também está subordinada a limites normativos que buscam impedir abusos. No caso brasileiro, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) foi criado em 2005 como órgão externo de controle, capaz de analisar com isenção e distanciamento os casos de desvios na atuação do Poder Judiciário.

Foi a esse órgão que a Associação Brasileira de Juristas pela Democracia (ABJD) encaminhou, nesta terça-feira (10), uma representação contra o juiz de primeira instância Sérgio Moro, devido à reação do magistrado após o desembargador Rogério Favreto, do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), acatar um pedido de habeas corpus do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e determinar sua libertação, no último domingo (8).

Fonte: Brasil de Fato

Leia também