Comissão de Inteligência do Congresso quer ouvir autoridades e jornalistas

:: Da redação10 de julho de 2013 18:38

Comissão de Inteligência do Congresso quer ouvir autoridades e jornalistas

:: Da redação10 de julho de 2013

Ideia é investigar espionagem americana a instituições e cidadãos brasileiros
 

A Comissão Mista de Controle das Atividades de Inteligência (CCAI) do Congresso Nacional aprovou, nesta quarta-feira (10), quatro requerimentos  para convocação de pessoas envolvidas com o incidente internacional envolvendo suposta espionagem promovida pelo governo americano a órgãos do governo, empresas e cidadãos brasileiros.

O presidente da Comissão, Nelson Pelegrino,
quer ouvir o embaixador americano,
Thomas Shannon

O presidente da Comissão, deputado Nelson Pelegrino (PT-BA), quer ouvir o embaixador americano, Thomas Shannon “aqui na Comissão ou na embaixada”, disse. Ele admitiu, inclusive, que a sessão em que Shannon esclareceria as denúncias poderia ser secreta.

Pelegrino também quer ouvir os jornalistas de O Globo que tiveram acesso aos documentos e Bob Fernandes, do site Terra Magazine, que publicou em seu blog uma série de reportagens sobre uma suposta colaboração entre os governos brasileiro e americano.

O último requerimento do presidente da CCAI pede a presença do Ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, que foi designado coordenador do grupo de trabalho formado pelo Governo Federal para apurar as denúncia

O vice-presidente da Comissão, Ricardo Ferraço (PMDB-ES) também requereu respostas oficiais do Governo Brasileiro às supostas “sessões de espionagem”.

Os parlamentares encerraram a sessão para que pudessem participar da audiência pública na Comissão de Relações Exteriores do Senado, que convidou os ministros da Defesa, Celso Amorim, das Relações Exteriores, Antônio Patriota, das Comunicações, Paulo Bernardo e do Gabinete Institucional da Presidência da República, José Elito, para debater o tema.

Giselle Chassot
 

Leia mais:

Governo cria grupo para propor medidas contra espionagem americana

Presidenta condena espionagem americana nas comunicações
 

Dilma pede para Congresso priorizar votação do Marco Civil da Internet

Leia também