Concessão do Galeão, Confins e da Bahia pode sair nesta semana

:: Da redação11 de junho de 2012 15:44

Concessão do Galeão, Confins e da Bahia pode sair nesta semana

:: Da redação11 de junho de 2012

São grandes as expectativas em torno do eventual anúncio, pelo Governo Federal, da concessão para exploração dos serviços de mais três aeroportos: Galeão (RJ), Confins (MG) e da Bahia. Nesta semana está prevista a solenidade de assinatura dos contratos de três aeroportos que já tiveram seus serviços de infraestrutura concedidos para exploração pela iniciativa privada, o de Viracopos e Guarulhos, ambos em São Paulo e o de Brasília (DF). 

Segundo informação do jornal Valor Econômico, não está descartada a possibilidade de o governo incluir nessa segunda etapa de leilões a concessão do aeroporto de Recife.

De acordo com números da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), de janeiro a abril deste ano o número de passageiros que passaram pelo aeroporto do Galeão  (RJ) foi de 5,7 milhões de pessoas, dos quais 4,2 milhões passageiros domésticos e 1,5 milhão de passageiros internacionais. Em igual período do ano passado, o movimento total entre passageiros domésticos e internacionais foi de 4,7 milhões de passageiros.

No aeroporto de Confins (MG), de janeiro a abril, a Infraero registrou a movimentação de 3,4 milhões de passageiros, dos quais 3,3 milhões domésticos e 158 mil internacionais. Em igual período do ano passado, o movimento foi de 2,9 milhões de passageiros. Já o aeroporto da Bahia movimentou até abril deste ano 2,8 milhões de passageiros, 2,7 milhões domésticos e 112 mil internacionais. Há um ano, nos primeiros quatro meses, tinham passado pelo aeroporto da Bahia 3 milhões de passageiros.

A decisão do governo em conceder os aeroportos tem por objetivo ampliar a infraestrutura aeroportuária brasileira para atender a crescente demanda do setor. Conforme a Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República, o crescimento de passageiros transportados entre 2003 e 21010 cresceu no mundo 40%. No Brasil, principalmente pela melhoria da renda das pessoas, esse crescimento foi de 118%.

Quanto aos leilões realizados em fevereiro dos aeroportos de Viracopos, Guarulhos e de Brasília o sucesso foi absoluto. Guarulhos tinha preço mínimo de R$ 3,4 bilhões e foi arrematado por R$ 16,213 bilhões, um ágio de 373,5%. O preço mínimo do aeroporto de Viracopos era de R$ 1,5 bilhão e foi arrematado por R$ 3,821 bilhões, com ágio de 159,8%. Já o aeroporto de Brasília, o valor mínimo era de R$ 582 milhões, mas foi arrecadado por R$ 4,501 bilhões, com ágio de 673,89%.

Com informações do Valor Econômico, Infraero e Secretaria de Aviação Civil

Leia também