JBS

CPI pode revelar modus operandi de delações irregulares

Para deputados do PT, CPI deve se debruçar sobre parcerias entre procuradores e empresas para fechar delações que não possuem previsão legal
:: Agência PT de Notícias25 de setembro de 2017 10:02

CPI pode revelar modus operandi de delações irregulares

:: Agência PT de Notícias25 de setembro de 2017

CPI da JBS pode ser um instrumento para investigar os procedimentos de delação, segundo os representantes do PT na Comissão, Wadih Damous (PT-RJ) e Paulo Pimenta (PT-RS). A comissão mista ganhou fôlego nas últimas semanas com a divulgação de áudios em queJoesley Batista detalha a participação do então procurador Marcello Miller nas negociações de sua delação.

Nesta última semana, a comissão se reuniu novamente no Senado Federal e começou a definir seu plano de trabalho, aprovando requerimentos para ouvir executivos da JBS, Joesley e Wesley Batista, o ex-diretor da J&F Ricardo Saud, entre outros. Segundo os deputados, a CPI pode servir para uma regulamentação dos instrumentos de delação premiada no Brasil.

Confira a íntegra da matéria

Leia também