CPI JBS

CPMI deve investigar “farra” de delações, defendem petistas

Suspeições geradas por acordos de delações deixam fissuras que podem ruir instituições, diz Paulo Pimenta
:: PT na Câmara13 de setembro de 2017 09:24

CPMI deve investigar “farra” de delações, defendem petistas

:: PT na Câmara13 de setembro de 2017

Ao se pronunciarem na reunião da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) destinada a investigar irregularidades nas operações entre o grupo J&F e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), os deputados Paulo Pimenta (PT-RS) e Wadih Damous (PT-RJ) – membros titulares do colegiado – afirmaram que a CPMI deve se debruçar sobre a suspeita que recai nos critérios adotados pelo Ministério Público Federal (MPF) em relação à extração de delações premiadas.

“Qual é o fato novo que envolve a empresa JBS? Há muito meses existe no Brasil uma suspeita de que há um modus operandi de extração de delações. Há uma interpretação por setores do Ministério Público Federal que estão em Curitiba e em Brasília que, para se extrair de um delator aquilo que se quer ouvir, vale tudo”, denunciou Pimenta.

“Há uma seletividade por trás desse esquema de extrações de delações que temos de dissecar e entender para trazer segurança jurídica para a população brasileira”, defendeu.

Confira a íntegra da matéria

Leia também