Pesquisa

CUT/Vox: Bolsonaro tem 53% e Haddad, 47%

Considerada a margem de erro da pesquisa (2,2%) a diferença entre os dois candidatos pode ser de menos de 2%
:: Da redação19 de outubro de 2018 17:04

CUT/Vox: Bolsonaro tem 53% e Haddad, 47%

:: Da redação19 de outubro de 2018

A pesquisa CUT/Vox Populi para presidência da República, divulgada nesta sexta-feira (19), mostra Jair Bolsonaro (PSL) com 53% dos votos válidos e Fernando Haddad (PT) com 47%.

O levantamento foi feito entre os dias 16 e 17 de outubro, antes das denúncias de caixa 2 na campanha de Bolsonaro virem a público na quinta-feira (18).

No cenário estimulado da pesquisa, Bolsonaro aparece com 44% das intenções de votos – 53% dos votos válidos, que exclui brancos/nulos e indecisos -; Haddad tem 39% – 47% dos válidos.

Considerada a margem de erro da pesquisa (2,2%) a diferença entre os dois candidatos pode checar a menos de 2%.

Neste cenário, o percentual dos que declararam que não vão votar em ninguém, vão votar em branco ou anular é de 12%. Outros 5% não sabem ou não responderam.

Haddad tem  57% das intenções de votos na Região Nordeste. O candidato é o mais citado entre as mulheres (42%), os eleitores com ensino fundamental (44%) e os quem ganham até 2 salários mínimos (45%).

Cenário espontâneo

Na simulação espontânea, Bolsonaro tem 43% das intenções de votos, 54% dos votos válidos, que exclui os brancos e nulos, contra 37% de Haddad, que alcança 46% dos votos válidos.

Neste cenário, 12% dos entrevistados declararam que não vão votar em ninguém, vão votar em branco ou anular.  Outros 8% não souberam ou não quiseram responder.

Segundo a pesquisa CUT-Vox, 89% dos entrevistados estão decididos a votar e não pretendem mudar de ideia até o dia 28 de outubro. Outros, 8% dizem que podem mudar a intenção de voto e 3% não têm nada decidido ainda e pode mudar de ideia até amanhã.

Metodologia

A pesquisa CUT-Vox Populi foi realizada nos dias 16 e 17 de outubro. Foram feitas 2.000 entrevistas, em 120 municípios, com pessoas com 16 anos ou mais, residente em áreas urbanas e rurais, de todos os estados e do Distrito Federal, em capitais, regiões metropolitanas e no interior, de todos os estratos socioeconômico.

A margem de erro é de 2,2%, estimada em um intervalo de confiança de 95%.

Com informações da CUT

Leia também