Depois do mandato, Demóstenes pode perder a vaga na promotoria

:: Da redação27 de agosto de 2012 17:38

Depois do mandato, Demóstenes pode perder a vaga na promotoria

:: Da redação27 de agosto de 2012

Cassado por seus pares no Senado Federal, o ex-líder Democrata Demóstenes Torres (GO) pode passar, de novo, pelo mesmo constrangimento. Seus colegas do Ministério Público de Goiás protocolaram nesta segunda-feira (27/08) no Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) um pedido para ele seja afastado do cargo de procurador de Justiça. O ex-senador  Demóstenes reassumiu o cargo no MP de Goiás, após 13 anos longe da instituição, pouco depois de ter o mandato de senador cassado em Brasília, no dia 11 de julho.

Segundo o CNMP, o pedido protocolado é uma representação para avocação de reclamação disciplinar, instauração de processo administrativo disciplinar e pedido de suspensão/afastamento cautelar de Demóstenes, enquanto durarem as investigações contra ele.

Quebra de decoro
Demóstenes perdeu o mandato de senador por quebra de decoro parlamentar, após escutas telefônicas mostrarem sua suposta ligação com o contraventor Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, preso durante a Operação Monte Carlo, em fevereiro deste ano.

No dia 13 de julho, a Corregedoria Geral do MP de Goiás instaurou um processo disciplinar para “apurar eventual infringência de dever funcional”.Enquanto esteve afastado das funções na Promotoria, Demóstenes foi secretário estadual de Segurança Pública e eleito duas vezes senador por Goiá.

Com informações das agências de notícias

Leia também