Dilma: Agronegócio no Brasil é uma história de sucesso

Presidenta participou no Paraná de entrega de máquinas agrícolas e do início de reformas de rodovias.

:: Da redação4 de outubro de 2013 18:35

Dilma: Agronegócio no Brasil é uma história de sucesso

:: Da redação4 de outubro de 2013

dilma

“Acho que o agronegócio no Brasil é uma
história de sucesso, fator de desenvolvimento
econômico do Brasil e de equilíbrio da
balança comercial” (Crédito: Enio Verre)

A importância do agronegócio para o desenvolvimento econômico do País foi o tema da entrevista da presidenta Dilma Rousseff a emissoras de rádio do Noroeste do Paraná, onde ela esteve para nesta sexta-feira (4), para entregar máquinas agrícolas às prefeituras da região e assinar as ordens de serviço da BR-158 e da BR-487, na cidade de Campo Mourão (PR).

Dilma destacou a importância do agronegócio para o país, e das medidas de apoio aos produtores rurais para melhorar a infraestrutura e ajudar no escoamento da produção. “Acho que o agronegócio no Brasil é uma história de sucesso, fator de desenvolvimento econômico do Brasil e de equilíbrio da balança comercial. Ele tem uma capacidade grande de agregar valor. Quando se pensa que o Brasil é grande produtor de alimentos, pensam que só requer fatores naturais, mas não é verdade”, lembra Dilma.

A presidenta destacou os investimentos no Plano Safra 2013/2014 R$ 136 bilhões, com R$ 5 bilhões dedicados para financiar projetos de armazenagem. Nesta sexta-feira, foram assinados os contratos para a construção de 16 armazéns da Cooperativa Agropecuária Mourãoense (Coamo), com financiamento do Banco do Brasil.

“Da porteira pra dentro, a questão [da produção] está resolvida, a capacidade tecnológica da indústria, o empreendedorismo”, analisou Dilma, destacando os esforços do governo para resolver os problemas da produção agrícola “da porteira para fora”, melhorando a logística de armazenamento e transporte.

“As rodovias são importantes porque são estratégicas pra produção agrícola, como a Estrada Boiadeira, a BR-487, que terá um trecho de 133 km pavimentado”. A BR 487 é uma das estradas contempladas pelas ordens de serviço assinadas pela presidenta nesta sexta-feira.

dilma_internage

Dilma entregou 179 máquinas do Programa
de Aceleração do Crescimento (PAC 2) a
municípios paranaenses (Crédito: PR)

Na solenidade em Campo Mourão, Dilma entregou ás prefeituras 179 máquinas do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2) a municípios paranaenses. Com isso, o Governo Federal universaliza a doação de retroescavadeiras e cumpre mais de 50% da meta total de equipamentos que estão previstos para o estado. O evento marcou também a chegada dos primeiros caminhões-caçamba a localidades paranaenses. O Governo Federal investiu R$ 55,7 milhões na compra dos equipamentos – 44 retroescavadeiras, 103 motoniveladoras e 32 caminhões-caçamba –, que permitirão aos 154 municípios selecionados melhorar a infraestrutura de acesso ao meio rural. 

A entrega prioriza localidades em situação de emergência em virtude de enchentes nos últimos meses, que causaram danos às estradas. E também as que fazem parte dos territórios do Cantuquiriguaçu, Paraná Centro, Centro-Sul e Caminhos do Tibagi, que se caracterizam pela grande extensão rural, forte presença da agricultura familiar e baixo índice de desenvolvimento.

“Boas estradas rurais são vitais para sobrevivência e desenvolvimento da agricultura familiar. Essa é uma das principais demandas que as associações de produtores e os municípios nos têm apresentado por facilitar o escoamento da produção e a circulação de bens, pessoas e serviços para o meio rural”, destaca o delegado federal do Ministério do Desenvolvimento Agrário no estado, Reni Antônio Denardi.

Corumbataí do Sul, município de quatro mil habitantes, situado a cerca de 460 quilômetros da capital Curitiba, é um dos beneficiados com a doação. “Nossas estradas estão muito danificadas por causa de fortes chuvas. As máquinas vão ser importantes para renovar o nosso parque, porque não tínhamos retroescavadeiras e os caminhões estão velhos. Isso com certeza ajudará, e muito, o nosso setor da agricultura”, pontua o prefeito Carlos Rosa Alves. Segundo ele, o município tem forte presença de agricultores familiares, que vivem da cafeicultura e fruticultura, cultivos que necessitam de escoamento rápido para que o produto tenha um valor de mercado maior e chegue com qualidade ao consumidor.

PAC 2

No Paraná, a ação alcançará aproximadamente 1,25 milhão de habitantes do meio rural, em 367 municípios. A previsão é que a entrega das 1.101 máquinas totalizem um investimento de cerca de R$ 290 milhões por parte do governo federal. Pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2), 5.061 prefeituras selecionadas, em todo o Brasil, receberão o conjunto de equipamentos com  retroescavadeira, motoniveladora e caminhão-caçamba – além de caminhão-pipa e pá carregadeira assegurados àqueles situados na Região do Semiárido.

Com informações do Portal Brasil e do Blog do Planalto

Leia também