Dilma anuncia R$ 6,2 bilhões para mobilidade urbana em Minas

:: Da redação17 de janeiro de 2014 16:11

Dilma anuncia R$ 6,2 bilhões para mobilidade urbana em Minas

:: Da redação17 de janeiro de 2014

Desse total, R$ 5,4bilhões financiarão o
transporte público na região metropolitana
de Belo Horizonte 

A presidenta Dilma Rousseff afirmou, nesta sexta-feira (17), que o governo federal investe R$ 5,4 bilhões em mobilidade urbana para a região metropolitana de Belo Horizonte. Dilma destacou a parceria republicana feita entre o governo federal, estados e municípios, que tem sido essencial para desenvolver o país. Em todo o estado, o investimento em mobilidade urbana totaliza R$ 6,2 bilhões.

“O que nos une é o fato de que todos fomos eleitos pelo voto popular. E é isso que fundamenta nossa cooperação. Nós temos de responder a todos os que nos elegeram e também aos que não votaram em nós. Somos obrigados, ao nos eleger, a responder perante toda a população, por isso sempre digo, sou presidenta de todos os brasileiros”, afirmou.

A presidenta lembrou que o investimento em mobilidade urbana foi abandonado por muito tempo no País, e que só agora se conseguiu elevar para uma cifra que começa a resolver o problema na área em grandes cidades, como Belo Horizonte. Dilma ainda lembrou que as condições dos empréstimos federais foram melhoradas, com o aumento do prazo de carência e do tempo para pagamento, que passou de sete anos para 30 anos.

“Estamos colocando em mobilidade urbana, nos quatro anos do meu governo, no Brasil inteiro, pouco mais de R$ 140 bilhões. Por isso, venho aqui hoje complementar as visitas que já fiz e anunciar esses R$ 2,5 bilhões, que vão explicar porque aqui nós temos só do governo federal investimentos de quase R$ 6 bilhões em mobilidade urbana”, afirmou.

Investimentos

O investimento no estado de Minas Gerais é de R$ 5,41 bilhões em obras de mobilidade urbana do PAC para 19 empreendimentos. Deste total, R$ 1,21 bilhão é do Orçamento Geral da União (OGU), R$ 2,43 bilhões de financiamento público com juros subsidiados, R$ 1,2 bilhão de participação do setor privado (inclusive financiamentos) e R$ 600 milhões de contrapartida do estado e do município.

Os recursos, que serão liberados por meio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), são para as obras selecionadas pelo Pacto da Mobilidade Urbana, anunciado pela presidenta em junho do ano passado e que vai investir R$ 50 bilhões em novos empreendimentos para o setor.

 “A gestão do transporte coletivo precisa dessa iniciativa de governos e prefeituras no nosso País. A questão do transporte exige volume expressivo de recursos e eles precisam ser alocados em conjunto para que o desenvolvimento ocorra e as obras aconteçam da melhor maneira possível”, destacou a presidenta.

Após a cerimônia, a presidenta postou em sua conta no Twitter, que os investimentos do governo federal em mobilidade urbana em Minas Gerais totalizam R$ 6,2 bilhões.

“Estive hoje na minha querida Belo Horizonte para o anúncio de investimentos de R$ 2,55 bilhões em mobilidade urbana para Belo Horizonte. Do total, R$ 1,28 bilhão são do orçamento federal e o restante financiado em condições subsidiadas. Com estes recursos, faremos obras que vão melhorar a qualidade do transporte coletivo na Grande BH. Com o apoio do meu governo, BH terá 44,5 km de linhas de metrô, com 31 estações. Hoje existe apenas 1 linha, com menos de 30 km. Com estes anúncios, o investimento de meu governo em mobilidade urbana em MG chega a R$ 6,2 bilhões. Nosso governo tem dado apoio sistemático às iniciativas que melhorem de fato a vida dos moradores das grandes cidades”, diz o texto da presidenta.

Financiamentos

Durante o evento, a prefeitura de Belo Horizonte e a Caixa Econômica Federal assinaram um contrato de financiamento para obras de mobilidade urbana do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) Grandes Cidades e dois contratos de contrapartida do município para obras de mobilidade urbana, encostas, drenagem e pavimentação do PAC.

“Quanto aos investimentos da União, quando cheguei ao governo federal, só financiávamos no máximo 5 anos, e agora já podemos financiar projetos em até 30 anos. Fico muito feliz com essas obras, porque a gente consegue ver que o bolo só cresce. Belo Horizonte cresceu de uma forma extraordinária, daí a importância de se ter uma linha de metrô eficaz”, destacou a presidenta.

“Tratar as pessoas tem sido um lema do governo da presidenta Dilma. Isso é o mais importante. Hoje assinamos um contrato de 140 milhões do PAC Grandes Cidades e mais dois financiamentos da contrapartida dos recursos das obras de mobilidade urbana. Se somarmos o que já foi contratado com o anúncio de hoje, o total investido em mobilidade urbana em Belo Horizonte chega a mais de R$ 6 bilhões”, destacou o ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro.

O ministro destacou a meta de melhorar a qualidade de vida e da saúde das pessoas por meio da mobilidade urbana. “O estresse em transportes lotados interfere na qualidade de vida e na saúde dos cidadãos e por isso também estamos cuidando disso”, destacou.

O governo federal já investiu aproximadamente R$ 93 bilhões em mobilidade urbana no País que, somados aos R$ 50 bilhões para novos empreendimentos, totalizam cerca de R$ 143 bilhões de recursos disponíveis para obras no setor.

Com informações do Blog do Planalto, Portal Brasil e Ministério das Cidades

Leia também