Nova York

Dilma: Brasil não quebrou graças às gestões petistas

Presidenta eleita aponta que golpistas hoje vivem contradição entre agradar ao mercado e à mídia ou perder totalmente o apoio da população
:: Blog da Dilma13 de abril de 2017 09:30

Dilma: Brasil não quebrou graças às gestões petistas

:: Blog da Dilma13 de abril de 2017

A presidenta eleita Dilma Rousseff defendeu durante palestra na Universidade New School, em Nova York, realizada nesta quarta-feira (12), que o Brasil não quebrou pois possui reservas maiores do que sua dívida e que o crescimento dos gastos públicos com pessoal nunca cresceu acima da média histórica. Ela relacionou a crise econômica à crise política e afirmou que hoje o governo golpista vive o dilema de agradar os credores do golpe ou a população.

Essa foi a quarta palestra com a presidenta nos Estados Unidos. Ela já falou nas universidades de Harvard em Boston, Harvard em Nova York e Brown, e ainda deve passar por mais duas cidades.

Dilma relembrou que durante a saída do Reino Unido da União Europeia, o Brexit, o governo golpista de Temer, então com dois meses, divulgou nota na qual defendia que “a situação do Brasil é de solidez e segurança porque os fundamentos são robustos”.

A nota citava elementos como o “expressivo volume de reservas internacionais”, condições de financiamento da dívida pública brasileira sólidas e “amplo colchão de solidez” para o Tesouro Nacional.

“Isso não foi conquistado por nenhum governo ilegítimo, até porque ninguém constrói R$ 380 bilhões de reserva em dois meses, ninguém faz colchão do tesouro em dois meses”, afirmou a presidenta. “Então, fica claro que o fundamento do golpe é outro. Trata-se de assegurar uma mudança de modelo”, afirmou ela.

Em sua fala, Dilma explicou que o objetivo do golpe, além de tentar frear investigações de corrupção e tirar uma mulher do poder, foi implementar um modelo econômico neoliberal que não venceria nas urnas.

“A alma do golpe é integrada por uma estratégia de enquadramento do Brasil, tanto econômico e social quanto geopolítico, no neoliberalismo, que foi interrompido com a eleição de Lula em 2002”, afirmou.

Fonte: http://www.pt.org.br/brasil-nao-quebrou-por-conta-das-gestoes-petistas-diz-dilma/

Leia também