Dilma: Estamos estabelecendo as bases de um país mais justo e menos desigual

Presidenta destacou o impacto dos recursos dos royalties para educação e saúde.

:: Da redação3 de dezembro de 2013 13:30

Dilma: Estamos estabelecendo as bases de um país mais justo e menos desigual

:: Da redação3 de dezembro de 2013

dilma-pr-sal_interna

Dilma participou da assinatura do primeiro
Contrato de Partilha do Pré-Sal (PR)

A presidenta Dilma Rousseff destacou, nesta segunda-feira (2), na cerimônia de assinatura do primeiro Contrato de Partilha do Pré-Sal, o impacto de todos os recursos dos royalties e de parte do fundo social para educação e saúde.

Segundo Dilma, serão R$ 700 bilhões que contribuirão para se estabelecer as bases de um país mais justo e menos desigual.

A presidenta também reforçou a importância da parceria do governo com a iniciativa privada. “Ampliaremos o acesso à creche e a pré-escola, para que as crianças tenham adequado desenvolvimento cognitivo. Expandiremos educação em tempo integral e requalificaremos o ensino médio. Expandiremos o acesso ao ensino universitário e à formação de brasileiros no exterior. Mas não esqueceremos a importância e papel estratégico da formação técnico profissional. O trabalhador, que já desfruta de situação de pleno emprego, estará mais bem preparado para era do conhecimento, que será um longo período de empregos cada vez melhores e com maior remuneração”, explicou Dilma.

Para Dilma, com a assinatura do contrato para a exploração do campo de Libra, o governo, a Petrobras e as empresas tornam-se parceiras na exploração de uma extraordinária riqueza petrolífera. Segundo ela, essa medida terá um efeito multiplicador que vai trazer benefícios para toda a economia.

“O Brasil dá sinal efetivo concreto, e inequívoco que está aberto ao investimento privado, nacional ou estrangeiro. Ela atesta o sucesso das parcerias que meu governo tem firmado com iniciativa privada, que vão além do petróleo. Parcerias presentes na construção de rodovias, ferrovias, portos e aeroportos. Os resultados da exploração de Libra, vão se propagar pela economia. Isso é um fato importante”, destacou Dilma.

A expectativa é de um investimento de mais de R$ 1 trilhão para a educação e a saúde nos próximos 35 anos, resultantes do primeiro contrato de partilha para exploração na área do pré-sal.

Leia mais:

Franco: nova descoberta da Petrobras no pré-sal da Bacia de Santos

“Vamos transformar petróleo em educação e conhecimento”


Leia também