Dilma faz inaugurações simultâneas do Minha Casa Minha Vida e Upas

:: Da redação6 de julho de 2012 15:41

Dilma faz inaugurações simultâneas do Minha Casa Minha Vida e Upas

:: Da redação6 de julho de 2012

Quase mil famílias brasileiras receberam nesta sexta-feira (06/07) suas novas residências, construídas pelo programa Minha Casa, Minha Vida, do governo federal. No Rio de Janeiro, a presidenta Dilma entregou 460 moradias nos condomínios residenciais Bairro Carioca 1 e 3. Em Itapetinga (BA), 500 unidades foram entregues aos novos moradores pelo governador Jaques Wagner e pelo senador Walter Pinheiro (PT-BA).

Pinheiro (PT-BA) elogiou a prioridade assumida pelos governos Dilma e Wagner com a construção de moradias, seguindo a política habitacional iniciada no governo Lula. O senador foi o relator do Plano Plurianual 2012/2015, que prevê dois milhões de novas residências a serem construídas pelo Minha Casa Minha Vida em todo País, até 2015. “Esse é um esforço para melhorar a qualidade de vida dos brasileiros”, afirmou Pinheiro.

Ele também destacou a integração entre os diversos programas de promoção do desenvolvimento regional mantidos pelo governo federal. Na última quinta-feira (05/07), a presidenta Dilma entregou Unidades de Pronto Atendimento em São Bernardo do Campo (SP), enquanto Wagner entregava a unidade de Porto Seguro (BA). “Hoje o mesmo acontece com o Minha Casa Minha Vida, com entregas simultâneas no Rio de Janeiro e em Itapetinga. Todas essas ações mostram o alinhamento dos governos Federal e Estadual e a sinergia dos programas, importantes para estimular e promover o desenvolvimento regional”, afirmou Pinheiro.

No Rio, Dilma entregou 460 unidades do Programa Minha Casa, Minha Vida nos condomínios residenciais Bairro Carioca 1 e 3, construídos no bairro da Triagem, na zona norte do Rio. A maioria dos cerca de 2 mil novos moradores é formada por pessoas que ficaram desabrigadas nas chuvas de 2010 ou que moram em área de risco. As famílias beneficiadas têm renda de até R$ 1,6 mil. O projeto Bairro Carioca prevê a construção de 11 condomínios, totalizando 2.240 unidades residenciais, das quais 76 têm adaptações para pessoas com deficiência.

Em Itapetinga (BA), Pinheiro e o governador Wagner entregaram 500 moradias beneficiando 2 mil pessoas. São 483 casas com dois dormitórios e 17 unidades adaptadas para portadores de necessidades especiais, com um quarto extra no térreo. O condomínio conta ainda com quiosques, campo de futebol e parque infantil e infra-estrutura urbana completa.  

Na Bahia, o total contratado no Minha Casa, Minha Vida I foi 100.723 unidades habitacionais, para todas as faixas de renda. Para as famílias que recebem entre zero e três salários mínimos, estão previstas 65.107 novas moradias em municípios com mais de 50 mil habitantes e regiões metropolitanas.

Saúde

Na última quinta-feira, a presidenta Dilma Rousseff inaugurou três Unidades de Pronto Atendimento (UPA 24h) em São Paulo, Bahia e Distrito Federal. A cerimônia, que também teve a presença do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, aconteceu na UPA 24h de São Bernardo do Campo, de onde foi anunciada para a população de Porto Seguro (BA) e Recanto das Emas (DF) a abertura das outras duas novas unidades. Elas prestarão atendimento emergencial de baixa e média complexidade 24 horas por dia, sete dias por semana.

As UPAs são um grande reforço para garantir um serviço de saúde pública de qualidade. Essas unidades têm condições de atender e resolver cerca de 90% das situações que levam a população a buscar assistência médica, desaforgando os hospitais públicos. O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, que acompanhou a presidenta nas inaugurações, ressaltou a importância do papel das unidades na organização do atendimento de uma região. “Ninguém escolhe a hora para ficar doente ou passar mal. Quando isso acontecia, a única alternativa que as pessoas tinham era procurar o pronto-socorro de um hospital e conviver ou disputar espaço com casos muito mais graves, como acidentados do trânsito. Com as UPAs funcionando 24 horas por dia elas vão reduzir a lotação nos hospitais e o tempo de espera do atendimento do cidadão”, explicou Padilha.

Para as UPAs de São Bernardo e Porto Seguro, o Ministério da Saúde liberou, para cada uma delas, R$ 2 milhões para sua construção e investirá R$ 2,1 milhões por ano para custeio. A unidade de São Bernardo, localizada no bairro de Assunção, contará com até 14 leitos, enquanto a de Porto Seguro terá até 12 leitos. Ambas terão capacidade para atender até 300 pacientes por dia, prestando atendimento emergencial de baixa e média complexidade. Em todo o estado de São Paulo, já estão em funcionamento 28 UPAs, todas em amplo funcionamento. Já na Bahia, a população conta com o atendimento de seis UPAs.

A primeira UPA a funcionar no Recanto das Emas, no Distrito Federal, também inaugurada na última quinta-feira, terá até 17 leitos e capacidade para atender 450 pacientes por dia. O Ministério da Saúde investiu em sua construção R$ 2,6 milhões e destinará R$ 3 milhões para custeio anual.

Lançadas pelo Ministério da Saúde em 2003, as UPAs fazem parte do programa Saúde Toda Hora, e tem, entre os objetivos, reorganizar a rede de atenção aos atendimentos de urgências do Sistema Único de Saúde (SUS). As unidades oferecem assistência de emergência 24h por dia, durante sete dias da semana, e contribuem para reduzir filas ao desafogar os prontos-socorros de hospitais.

Todas as UPAs, que oferecem serviço de Raio-X, laboratório para exames, aparelho de eletrocardiograma e atendimento pediátrico, entre outros, passarão a atender a população imediatamente após a cerimônia de inauguração.

Com informações de agências onlines

 Leia mais:

Dilma destaca importância do Minha Casa, Minha Vida na construção de um país melhor

Vamos fazer o possível e o impossível para dar saúde de qualidade para a população, diz Dilma

Vídeo: Vamos fazer o possível e o impossível para dar saúde de qualidade para a população, diz Dilma

Leia também