Dilma: parceria levará brasileiros a universidades britânicas

:: Da redação26 de julho de 2012 12:50

Dilma: parceria levará brasileiros a universidades britânicas

:: Da redação26 de julho de 2012

No segundo dia de viagem a Londres, no Reino Unido, a presidenta Dilma Rousseff dedicará esta quinta-feira (26/07) a promover o Brasil como destino turístico e fortalecer o Programa Ciência sem Fronteiras. A presidenta deve assinar o termo de compromisso entre o Brasil e Reino Unido para incluir universidades britânicas no programa.

Na Embaixada do Brasil em Londres, Dilma visita a exposição sobre ciência e tecnologia acompanhada pelo cientista e doutor em cosmologia Stephen Hawking. Ela também tem encontro com estudantes do Ciência sem Fronteiras. A intenção do governo é enviar 100 mil profissionais e pesquisadores em quatro anos para diversos países.

Por meio do programa, o governo pretende conceder 75 mil bolsas e espera que a iniciativa privada viabilize mais 25 mil. O programa inclui desde bolsas de graduação, mestrado, doutorado e pós-doutorados em 18 áreas de tecnologia, engenharia, biomedicina e biodiversidade.

Olimpíadas

A presidenta Dilma está em Londres para participar da abertura dos Jogos Olímpicos nesta sexta-feira (27). No final da tarde (horário de Londres), ela inaugura a Casa Brasil, onde foi organizada uma exposição sobre ciência e tecnologia na área de esportes. A mostra foi montada para promover as Olimpíadas de 2016, com sede no Rio de Janeiro.

Na última quarta-feira (25), primeiro dia na capital britânica, a presidenta elogiou a organização das Olimpíadas de Londres e disse que o Brasil fará sua parte na realização dos próximos Jogos. Dilma lançou uma campanha de promoção turística do Brasil no Exterior e garantiu que todos os visitantes que vierem aos jogos de 2016 serão bem recebidos. “A última Olimpíada tem de ser sempre a melhor Olimpíada de todos os tempos. Eu tenho certeza de que aqui em Londres nós vamos viver esse espetáculo. Quando chegar a vez do Rio, nós faremos a nossa parte”.

Fontes: Agência Brasil e Blog do Planalto

Leia também