Dilma: Se for preciso, Governo fará obra públicas em rodovias

Presidenta disse que investirá quando interesses de empresários e da população forem inconciliáveis.

:: Da redação17 de setembro de 2013 16:36

Dilma: Se for preciso, Governo fará obra públicas em rodovias

:: Da redação17 de setembro de 2013

image_large1

“Para cada estrada nós vamos fazer uma
avaliação específica”

Se não houver possibilidade de conciliar as necessidades dos empresários, que querem lucros para justificar seus investimentos e da população, que precisa de pedágios a preços justos, o próprio Governo vai investir na construção e conservação de rodovias. A garantia foi dada nesta terça-feira (17) pela presidenta Dilma Rousseff em entrevista a rádios gaúchas. “Não há como fazer concessão se o empresário não tiver remuneração. De um lado, ele quer lucro alto. De outro, a população quer pedágio baixo. Quando for prático, concreto e efetivo unir as duas coisas, nós vamos unir. Quando não der, vamos fazer obra pública”, afirmou

Segundo Dilma, as concessões trazem vantagens, como rapidez e manutenção constante, mas destacou que o modelo será diferente do adotado no passado, antes de 2003, quando as rodovias eram concedidas apenas para serem administradas e cuidadas, sem a previsão de obras para duplicação, por exemplo.

“Para cada estrada nós vamos fazer uma avaliação específica. Não é concessão fatiada, é porque as estradas foram concedidas e elas têm suas características específicas”, observou.

 A presidenta voltou a destacar os investimentos do Governo no Rio Grande do Sul, como o Polo Naval e ponte que vai ligar os municípios de Rio Grande e de São José do Norte. “O Governo vai fazer essa ponte, porque ela é a melhor solução para assegurar a acessibilidade”, garantiu, ressalvando será necessário, antes, concluir um estudo de viabilidade para a obra. “A metade sul (do Rio Grande do Sul), que antes era visto como um problema, eu tenho certeza que hoje é uma solução, na medida que vai ser um dos centros mais dinâmicos da economia gaúcha e onde nós vamos ter uma geração muito grande de empregos”, disse.

Com informações do Blog do Planalto
 

Leia mais:

Mantega: pessimismo de analistas sobre economia é infundado
 

Dilma diz que Governo aposta em logística para o País crescer

Leia também