soluções para a crise

Ex-presidente Lula se reúne com líderes do Congresso Nacional

O senador Rogério Carvalho (PT-SE), o deputado federal Ênio Verri (PT-PR) participaram de live com o ex-presidente da República e a presidenta do PT, Gleisi Hoffmann (PR)
:: Da redação16 de abril de 2020 14:24

Ex-presidente Lula se reúne com líderes do Congresso Nacional

:: Da redação16 de abril de 2020

Um debate de peso e apresentando soluções para o Brasil enfrentar a crise financeira devido a pandemia do coronavírus foi tema central do encontro realizado na noite dessa quarta-feira (15). O ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva chamou os líderes do Congresso Nacional para unirem forças e atuar fortemente na defesa do País. Participaram do debate do PT no Senado, Rogério Carvalho (SE), do PT na Câmara, Ênio Verri, e a presidenta nacional do PT, deputada Gleisi Hoffmann (PR).

O ex-presidente defendeu que o governo injete dinheiro na economia por meio de emissão de moeda. “A gente tem que colocar a máquina para rodar dinheiro. Você não vai gerar inflação. Você acha que o Roosevelt estava preocupado com o orçamento quando fez o New Deal?”, citou, lembrando o plano dos Estados Unidos para sair da crise de 1929.

Lula cobrou responsabilidade de Bolsonaro na condução da crise e declarou que o governo precisa suprir os estados nesse momento de dificuldade, com a paralisia da atividade econômica no País. “Temos que aproveitar essa febre do coronavírus e repensar as coisas porque está demonstrado que só o Estado tem condições de cuidar disso”, disse.

O líder do PT no Senado, Rogério Carvalho (SE), ampliou o debate frisando que o momento é de colocar dinheiro na mão do povo, “e criando um movimento orgânico na economia”. “O dinheiro na mão do brasileiro vira renda, que vira consumo, que gera mais produção e que produz riquezas”, explicou o senador.

Durante a transmissão, Lula questionou as ações econômicas de Paulo Guedes, que prioriza os bancos em detrimento do povo em meio à crise causada pela pandemia da Covid-19. Para ele, a promessa do governo em transferir recursos para os estados precisa se tornar ação concreta e urgente. “O dinheiro demora pra chegar na mão do povo, mas na mão do banqueiro chega bem rápido”, disse Lula.

Vale lembrar que o Banco Itaú teve lucro líquido de R$ 28,3 bilhões no ano passado. Em 2019, os lucros dos maiores bancos no País – incluindo Itaú, Bradesco, Banco do Brasil e Santander – subiram 13% e alcançaram R$ 81,5 bilhões. Foi o maior lucro consolidado nominal (sem considerar a inflação) já registrado pelas instituições financeiras.

Em outro ponto da conversa, o senador Rogério Carvalho lembra da importância de recompor e apoiar a indústria nacional, a fim de produzir riqueza no nosso território. Para o líder do PT no Senado, “a pandemia tem mostrado para gente que não dá pra acreditar em cadeias globais de suprimento. Precisamos ter produção nacional para abastecer o mercado também nacional”, salientou.

Lula ainda destacou o papel do Sistema Único de Saúde (SUS) no enfrentamento a pandemia do novo coronavírus e importância da ferramenta para a sociedade brasileira. O ex-presidente também lembrou que o ex-ministro da Saúde marcou sua atividade parlamentar por ataques ao SUS e defesa da saúde privada.

“Se não fosse o SUS, não teríamos nem metade dos leitos existentes no Brasil. Se o  tivesse cumprido os objetivos contidos na Constituição de 88nós teríamos o mais importante e mais bem sucedido programa de saúde do mundo. Ele [Mandetta] sempre foi contra o SUS. a saúde pública, o Mais Médicos. Se ele quisesse teria preparado o SUS bem antes [do início do pandemia]”, lembrou o ex-presidente.

Na noite desta quinta-feira (16), o senador participa de debate com o candidato a presidência pelo PT nas últimas eleições, Fernando Haddad.

Com informações da Agência PT de Notícias

Leia também