Perseguição

“É estranho a imprensa chegar antes da PF”, diz Wagner

Ex-governador da Bahia diz que busca e apreensão foi desnecessária e que caso da Fonte Nova é uma tentativa clara de criminalizar e destruir o PT
:: Agência PT de Notícias27 de fevereiro de 2018 09:54

“É estranho a imprensa chegar antes da PF”, diz Wagner

:: Agência PT de Notícias27 de fevereiro de 2018

O ex-governador da Bahia e ex-ministro dos governos Lula e Dilma, Jaques Wagner, chamou de estranha e desnecessária a ação de busca e apreensão realizada pela Polícia Federal na manhã dessa segunda-feira (26) em sua casa em Salvador por suposto superfaturamento nas obras da Arena Fonte Nova.

“Eu estranho porque este inquérito existe desde 2013 e fui chamado para prestar testemunho. A própria delegada afirma que eu fui, colaborei e de repente vem uma ação de busca e apreensão totalmente desnecessária. Infelizmente, estão desvirtuando e politizando essas ações numa tentativa clara de criminalizar e destruir as lideranças do PT”, lamenta.

Jaques Wagner acredita que o forte viés político do caso deve fortalecer a união da esquerda. “Isso só deve aumentar o nosso ânimo de buscar a verdade. E melhor resposta para isto é trabalho, trabalho e trabalho.

Confira a íntegra da matéria

Leia também