Edison Lobão: Sistema elétrico funcionou como relógio suíço

Planejamento e monitoramento foram fundamentais para garantir bons resultadosO temor disseminado na imprensa de que faltaria energia elétrica durante a Copa do Mundo, que ocorreriam apagões pelo País afora, foi outro mito que caiu por terra. No balanço das ações dos ministérios, o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, destacou que o “sistema elétrico brasileiro funcionou como um relógio suíço”.

:: Da redação14 de julho de 2014 19:42

Edison Lobão: Sistema elétrico funcionou como relógio suíço

:: Da redação14 de julho de 2014

Para garantir a segurança energética foram fundamentais o planejamento e o monitoramento do Ministério em conjunto com o Operador Nacional do Sistema (ONS), a Empresa de Pesquisa Energética (EPE) e a Agência Nacional de Energia Elétrica. Juntos, fizeram o acompanhamento nos últimos três anos e meio de 200 obras de grande porte, dentre elas 54 subestações que foram ampliadas ou construídas do zero, assim como 123 obras nas redes de transmissão.

“A força-tarefa constituída fez o monitoramento permanente da realização das obras, com o acompanhamento de 256 itens. Em cada arena e não apenas nos espaços das Fan Fest, nos hotéis, nos aeroportos, nos metrôs e nos trens tivemos o fomento adequado de energia”, afirmou.

O ministro explicou que, em Belo Horizonte (MG), especificamente, a subestação existente até então não foi apenas ampliada, outras duas novas foram construídas. Além disso, para garantir o fornecimento de energia elétrica, cada arena contou ainda com a construção de um gerador de energia.

Leia também