Edital para incentivo à pesquisa científica prioriza prevenção de desastres

:: Da redação5 de maio de 2014 15:40

Edital para incentivo à pesquisa científica prioriza prevenção de desastres

:: Da redação5 de maio de 2014

Programa seleciona, até 5 de agosto, projetos que contribuam para estrutura de monitoramento e alerta

Capes busca, por meio de R$ 900 mil em financiamentos,
estimular estudos nas áreas de geologia, geotecnia,
engenharia civil, engenharia ambiental

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) divulgou o edital do Programa de Apoio ao Ensino e à Pesquisa Científica e Tecnológica em Desastres Naturais (Pró-Alertas), que se enquadra nas diretrizes para indução temporária de áreas estratégias da política brasileira de ciência, tecnologia e inovação. A iniciativa conta com o apoio do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e pretende contribuir para a consolidação do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden). O documento publicado na sexta-feira, 2, informa que as inscrições vão até 5 de agosto.

Serão aprovados até dez projetos no âmbito do Pró-Alertas, com duração máxima de cinco anos para a execução das atividades. O valor total do financiamento a ser repassado aos projetos aprovados é de até R$ 900 mil. Entre os itens financiáveis estão bolsas de iniciação científica, doutorado e pós-doutorado, passagens aéreas para missões de pesquisa no Brasil ou no exterior e diárias para participação em eventos acadêmicos em outros países.

Objetivos
O novo programa busca estimular e apoiar a realização de projetos conjuntos de pesquisa no País para a formação de recursos humanos em nível de pós-graduação, por meio do desenvolvimento de pesquisa científica e tecnológica interdisciplinares na área de Desastres Naturais. O objetivo é a criação, o fortalecimento e a ampliação de áreas de concentração e linhas de pesquisa de desastres naturais em programas de pós-graduação existentes no País, em áreas como geologia, geotecnia, engenharia civil, engenharia ambiental.

Requisitos
Entre as características e requisitos exigidos para a apresentação de projeto, o edital estabelece que o projeto tenha, prioritariamente, caráter multi e interdisciplinar; serão apoiados, preferencialmente, projetos que envolvam parcerias (rede ou consórcio) entre equipes de diferentes instituições de ensino superior ou entre estas e outras instituições de pesquisa que se enquadrem nos termos do edital; cada projeto deverá indicar uma instituição líder vinculada a um Programa de Pós-Graduação “stricto sensu” acadêmico avaliado pelo Sistema de Avaliação da CAPES, com nota igual ou superior a quatro.

As equipes participantes do projeto devem contar com pesquisadores, docentes e discentes vinculados aos cursos de pós-graduação das instituições de ensino superior que explicitem o compromisso com a formação de recursos humanos nas áreas temáticas definidas do edital. A equipe líder deverá indicar um coordenador-geral, doutor há pelo menos cinco anos, pertencente ao quadro permanente de pessoal de instituição de ensino superior e/ou instituição de pesquisa, com produção científica e/ou tecnológica. Para mais informações, os interessados devem encaminhar e-mail para pro-alertas@capes.gov.br.

Com informações da Capes e do Gabinete do senador Walter Pinheiro (PT-BA)

Leia também