Eduardo Suplicy cobra adoção de prévias partidárias abertas

Senador leu carta em que pede a adoção de prévias partidárias abertas para escolha de candidatos

:: Da redação18 de outubro de 2011 12:42

Eduardo Suplicy cobra adoção de prévias partidárias abertas

:: Da redação18 de outubro de 2011

Em pronunciamento nesta segunda-feira (17/10), o senador Eduardo Suplicy (PT-SP) leu carta de sua autoria enviada a vários dirigentes do PT em que cobra a adoção de prévias partidárias abertas para a escolha de candidatos. Esse instrumento, assinala o senador, é usado por grandes e importantes agremiações de países como França, Estados Unidos e Argentina.

Também conhecidas como eleições primárias, as prévias são uma eleição interna realizada por um partido político para que seus filiados escolham um candidato para uma eleição futura. Em algumas ocasiões, as prévias são abertas, ou seja, a população em geral é convidada a participar.

O parlamentar lembrou que o atual presidente norte-americano, Barack Obama, teve de enfrentar Hilary Clinton nas prévias do Partido Democrata para poder ser candidato nas eleições presidenciais dos Estados Unidos.

“Um número extraordinário de 33 milhões de eleitores consagrou Barack Obama para alcançar uma das mais importantes vitórias na história do Partido Democrata”, disse Suplicy, acrescentando que as prévias dos democratas e dos republicanos nos Estados Unidos são abertas a todos os eleitores do país.

Suplicy também comentou a recente realização das prévias do Partido Socialista francês para as eleições presidenciais de 2012, quando 2,7 milhões de eleitores franceses opinaram no primeiro turno e mais de 3 milhões no segundo. Todos os eleitores do país foram convidados a participar.

“Tenho a convicção de que o Partido dos Trabalhadores, que tantos exemplos tem dado para o aperfeiçoamento das instituições democráticas no Brasil, pode perfeitamente seguir esse exemplo”, disse.

Na carta, Suplicy sugere especificamente a realização de prévias abertas para a escolha do candidato petista para a Prefeitura de São Paulo nas eleições do próximo ano.

Suplicy acredita que a sistemática seria adequada para a escolha de todos os candidatos do PT, seja para a escolha de candidatos para eleições majoritárias ou proporcionais. Para ele, as prévias aperfeiçoam a democracia interna dos partidos.

Atualmente, o PT de São Paulo vem promovendo seminários e palestras por todo o município com a apresentação dos cinco pré-candidatos do partido para a eleição municipal de 2012. Nessas prévias, que devem ser concluídas em 27 de novembro, os filiados ao PT escolherão o candidato da legenda para a Prefeitura de São Paulo no próximo ano. Os pré-candidatos são os senadores Eduardo Suplicy e Marta Suplicy, o ministro da Educação Fernando Haddad, e os deputados federais Jilmar Tatto e Carlos Zarattini.

Fonte: Agência Senado

Leia a íntegra do pronunciamento do senador Eduardo Suplicy

Leia também