Greve Nacional

Educação precisa ser prioridade para o Brasil, afirma Haddad

Ex-ministro da Educação avalia os atos que ocorreram nesta quarta-feira (15) em todo país e critica a fuga de Bolsonaro para os EUA enquanto milhões de pessoas estavam nas ruas
:: Agência PT de Notícias16 de maio de 2019 10:16

Educação precisa ser prioridade para o Brasil, afirma Haddad

:: Agência PT de Notícias16 de maio de 2019

Os atos que reuniram milhões de pessoas em todo país nesta quarta-feira (15) são a prova da disposição do povo para defender o ensino público e de qualidade para todos. Essa é a avaliação do ex-ministro da Educação, Fernando Haddad, candidato à Presidência da República em 2018 pelo Partido dos Trabalhadores.

Haddad falou ao vivo nas redes sociais depois de participar do ato em São Paulo, onde exaltou Paulo Freire criticou o fato de Bolsonaro ter ido aos Estados Unidos para fugir das mobilizações. “Temos hoje mais de um milhão de pessoas nas ruas pela educação no país e ele está no Texas, a pátria que ele escolheu servir”, criticou lembrando que “é a segunda vez que ele se ausenta do país em momentos como esse”.

“Estou muito sensibilizado porque o que vi nas ruas foi um ato cívico em proveito de uma agenda que ninguém pode ser contra. Nos atos, vi muita disposição para defender o país através da educação”, avalia o ex-presidente que vestia uma camisa “Mais Livros, Menos Armas”, em uma clara referência à política reacionária e radical do atual governo.

Haddad ressalta que o acesso a escolas e universidades de qualidade “precisa estar no topo das prioridades do país”. “A partir da educação vamos influenciar toda sociedade a respeitar mulheres, negros, LGBTs, pobres trabalhadores, empregadas domesticas… É lá que somos educados, complementando um trabalho feito pelos pais e possibilitando a realização do sonho comum de desenvolver o Brasil”.

Confira a íntegra da matéria

Leia também