Eleição de uma presidenta vai mudar a história da mulher no Brasil

Marta Suplicy ressaltou que a participação feminina no Parlamento brasileiro é menor do que em outros países como Argentina e Costa Rica.

:: Da redação8 de março de 2012 18:38

Eleição de uma presidenta vai mudar a história da mulher no Brasil

:: Da redação8 de março de 2012

Como parte das comemorações dos 80 anos do voto feminino, o Senado Federal preparou uma exposição com fotos, recortes de jornais e títulos eleitorais que remontam a saga das mulheres brasileiras na conquista do direito de ir às urnas.

A abertura foi feita pela senadora Marta Suplicy (PT-SP), primeira vice-presidente do Senado, que lembrou a coragem de mulheres, como Berta Lutz, que em 1922 fundou a Federação Brasileira pelo Progresso Feminino, e Carlota Pereira de Queiroz, a primeira mulher eleita para ocupar uma cadeira no Parlamento Brasileiro.

Oitenta anos depois, a presença de mulheres no Parlamento cresceu, mas ainda é pequena, afirmou Marta. “Na Argentina, 39% dos parlamentares são mulheres. Na Costa Rica, 30%, e no Brasil somos menos de 10%. O mesmo número que havia há dez anos”.

Porém, a senadora lembrou que o Brasil elegeu uma mulher para ocupar a Presidência da República e isso foi fundamental na construção da história do País. “Se no passado, as crianças brincavam de princesas em busca de príncipes, as meninas das gerações futuras, de tanto ver a presidenta na televisão, vão sonhar em ser presidentas”.

Carlota

A primeira deputada brasileira se chamava Carlota Pereira de Queiroz. Ela nasceu em São Paulo, era médica e pedagoga. Carlota foi empossada em 1933, para ocupar uma cadeira na Assembléia Constituinte, e foi pioneira na criação dos serviços sociais no Brasil.

Encerrou sua carreira política em 1937, com o estabelecimento do Estado Novo e o fechamento do Congresso por Getúlio Vargas. Mesmo não exercendo mais o mandato, continuou sua trabalhando pelos direitos sociais e das mulheres até sua morte em 1982, aos 100 anos de idade.

Eunice Pinheiro

Veja a íntegra do discurso da senadora Marta Suplicy

{youtube}OVJpP88gC70{/youtube}

Leia também