ENTREGUISMO

Eletrobras pagou quase R$ 2 mi para piorar imagem

Pautas foram feitas para demonstrar a necessidade urgente da privatização
:: Rede Brasil Atual25 de abril de 2018 10:12

Eletrobras pagou quase R$ 2 mi para piorar imagem

:: Rede Brasil Atual25 de abril de 2018

A  Eletrobras pagou quase R$ 2 milhões para ser mal falada. O contrato foi feito sem licitação. Tratada oficialmente como “desestatização” ou “democratização do capital”, a privatização da empresa, prioridade do governo de Michel Temer, recebeu um forte impulso em 20 de setembro de 2017, quando a estatal assinou com a RP Brasil Comunicações, do grupo FSB Comunicação, a maior assessoria de imprensa do País.

Objeto do contrato ECE-DJS 1252/2017, obtido pela reportagem via Lei de Acesso à Informação (LAI): “assessorar a Eletrobras na comunicação relativa ao projeto de acionista majoritário de desestatização da empresa”.

Confira a íntegra da matéria

 

Leia também