Povo era prioridade

Em 2003, Lula defendia combate à fome no Fórum de Davos

Primeira participação de Lula no evento foi precedida de ida ao Fórum Social Mundial. Ele focou no combate à desigualdade
:: Agência PT de Notícias22 de janeiro de 2019 12:03

Em 2003, Lula defendia combate à fome no Fórum de Davos

:: Agência PT de Notícias22 de janeiro de 2019

Luiz Inácio Lula da Silva falou pela primeira vez como Presidente do Brasil no Fórum Econômico Mundial de Davos no dia 26 de fevereiro de 2003. Em um gesto simbólico, alguns dias antes ele esteve no Fórum Social Mundial, em Porto Alegre, um evento alternativo que buscava se contrapor justamente ao que Davos representa.

Naquela ocasião, Lula buscava conquistar a confiança daqueles que ainda olhavam um governo do PT com desconfiança, mas para além disso, ele reafirmou para todo o Mundo seu compromisso com o combate à fome e à miséria, conforme colocou em prática nos anos seguintes.

Seu desempenho foi tão reconhecido no mundo, que Lula acabou sendo o primeiro presidente brasileiro a receber o prêmio de Estadista Global no ano de 2010, em homenagem pela atuação em vários setores, como do meio ambiente, erradicação da pobreza, redistribuição de renda e paz mundial, com o objetivo de melhorar a situação do planeta.

Em sua primeira participação no Fórum, Lula explicava que “combater a fome não é apenas tarefa do Governo, mas de toda a sociedade. A erradicação da fome pressupõe transformações estruturais, exige a criação de empregos dignos, mais e melhores investimentos”.

Confira a matéria na íntegra

Leia também