Empregos com carteira assinada em 2012 somam mais de 1,5 milhão

Mercado de trabalho mantém crescimento com criação de 150 mil postos em setembro. No acumulado do ano, a expansão foi de 4,15%.

:: Da redação17 de outubro de 2012 17:14

Empregos com carteira assinada em 2012 somam mais de 1,5 milhão

:: Da redação17 de outubro de 2012

Os números do Cadastro-Geral de Empregados e Desempregados (Caged) apresentados, nesta quarta-feira (17/10), pelo Ministério do Trabalho e Emprego demonstram um crescimento de 0,39% no estoque de empregos formais do País, com geração de 150.334 postos de trabalho com carteira no mês de setembro, mantendo a trajetória de expansão do emprego observada nos últimos anos. No acumulado do ano, ocorreu expansão de 4,15% no nível de emprego, equivalente ao acréscimo de 1.574.216 postos de trabalho. Nos últimos 12 meses, o aumento foi de 1.402.212 postos de trabalho, representando a elevação de 3,68%.

Os dados revelam que em praticamente todos os setores houve a expansão do nível de emprego no mês. Em termos absolutos, o destaque foi para a Indústria de Transformação (+66.191 postos ou +0,80%), a maior taxa de crescimento dentre os setores de atividade econômica, resultado muito próximo do verificado em setembro de 2011 (+66.269 postos ou +0,80%).

A seguir veio o setor de serviços (+55.221 postos ou +0,35%); o Comércio (+35.919 postos ou +0,42%) e Construção Civil (+10.175 postos ou +0,33%). A Agricultura, por motivos sazonais, foi o único setor que registrou queda no emprego (-19.014 postos ou -1,13%), indicando, porém, uma redução na queda, comparativamente ao resultado de 2011 (-20.874 postos ou -1,21%).

Crescimento em todo País

No conjunto das nove Áreas Metropolitanas foram gerados 60.425 postos de trabalho, um crescimento de 0,38%. Em termos geográficos verificou-se expansão generalizada do emprego nas cinco Grandes Regiões, cabendo a liderança ao Nordeste (+71.246 postos), seguido do Sudeste (+43.749 postos), Sul (+24.731 postos), Centro-Oeste (+5.414 postos) e Norte (+5.194 postos).

Entre os estados, o destaque foi o estado do Alagoas (+27.572 postos ou +8,72%), a maior taxa de crescimento no mês. A seguir vieram São Paulo (+26.339 postos ou +0,21%), Pernambuco (+18.890 postos ou +1,46%), Rio de Janeiro (+15.863 postos ou +0,43%) e Paraná (+9.559 postos ou +0,37%).

Veja a pesquisa completa no link 

Assessoria de Imprensa do MTE

Leia também