Discurso de ódio

Entidades criticam desrespeito de Gilmar Mendes ao Tribunal Superior do Trabalho

Em nota oficial, Anamatra repudia as afirmações e diz que Gilmar Mendes mostra desconhecimento da Justiça do Trabalho
:: Agência PT de Notícias4 de abril de 2017 12:02

Entidades criticam desrespeito de Gilmar Mendes ao Tribunal Superior do Trabalho

:: Agência PT de Notícias4 de abril de 2017

A Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra) emitiu, nesta segunda-feira (3), nota contrária às afirmações feitas pelo ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), que criticou o Tribunal Superior do Trabalho (TST) e questionou o processo de seleção dos magistrados da Corte.

Em evento realizado nesta segunda em São José dos Campos (SP), Gilmar Mendes, que também é presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) disse que o TST seria um “laboratório do Partido dos Trabalhadores (PT)” e que conta com simpatizantes da Central Única dos Trabalhadores (CUT).

De acordo com a Anamatra, entidade que responde por mais de 4 mil juízes do trabalho em todo o território nacional, Mendes com suas críticas “desrespeita” o  TST e lança “dúvidas sobre a honorabilidade dos juízes da Corte, o que é “completamente inaceitável”.

A associação afirmou que “repudia o discurso de ódio” contra os ministros e o TST e lamentou o profundo “desconhecimento do ministro acerca da realidade do Judiciário trabalhista no Brasil”.

Leia na íntegra